De olho no Atlético, Abel poupou mais de meio time do Palmeiras no clássico

Treinador português deixou seis titulares fora da equipe diante do Corinthians

26/09/2021 15:25
compartilhe
Raphael Veiga foi poupado por Abel Ferreira no Corinthians x Palmeiras
foto: Cesar Greco/Palmeiras

Raphael Veiga foi poupado por Abel Ferreira no Corinthians x Palmeiras


De olho na partida de volta da semifinal da Copa Libertadores contra o Atlético, o técnico Abel Ferreira poupou seis jogadores no clássico diante do Corinthians, nesse sábado. O time alviverde saiu derrotado por 2 a 1, na Neo Química Arena, em duelo válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O confronto decisivo com o Galo no torneio continental está marcado para 21h30 desta terça-feira, no Mineirão. A partida de ida, no Allianz Parque, na última terça, terminou empatada por 0 a 0. Portanto, o time que vencer avança. Outro jogo sem gols leva a decisão para os pênaltis, enquanto qualquer outra igualdade é favorável ao Palmeiras.

Dos titulares contra o Atlético no Allianz, seis não iniciaram o Dérbi de sábado: o lateral-direito Marcos Rocha (Gabriel Menino jogou), o lateral-esquerdo Piquerez (Renan jogou), os volantes Felipe Melo (Danilo jogou) e Zé Rafael (entrou no segundo tempo, mas o titular foi Patrick de Paula), o meia Raphael Veiga (Gustavo Scarpa jogou) e o atacante Rony (Wesley jogou).

Os titulares repetidos contra Atlético e Corinthians foram o goleiro Weverton, os zagueiros Luan e Gustavo Gómez e os atacantes Dudu e Luiz Adriano. Os dois últimos, porém, foram substituídos durante o segundo tempo, para preservá-los para a semifinal.

Do lado atleticano, Cuca poupou menos no empate por 0 a 0 com o São Paulo, também nesse sábado, pela 22ª rodada do Brasileirão. Dos titulares costumeiros, iniciaram no banco o lateral-direito Mariano, o volante Jair e o meia Nacho Fernández - os dois últimos entraram no segundo tempo.

Saíram na etapa final, com o objetivo de preservá-los para a semi, o volante Allan, o meio-campista Zaracho e o atacante Eduardo Vargas. "A gente tem feito as coisas certinhas. Cada jogo é um risco de lesão. A gente não teve o Savarino (em transição após se recuperar de lesão na coxa direita), o Keno (virose), o Tchê Tchê (suspensão), o Diego Costa (incômodo na coxa esquerda), guardamos o Mariano, o Jair e o Nacho... São jogadores importantes. Tiramos o Vargas antes, tiramos o Allan antes, o Zaracho. A gente conseguiu levar um bom resultado para casa já pensando no futuro", pontuou o técnico Cuca.


Compartilhe