América

SPORT

Sem força ofensiva, Sport falha em bolas paradas e perde a primeira na Ilha nesta Série B

Com gols no segundo tempo, América-MG venceu o Leão por 2 a 0

postado em 20/09/2019 23:27 / atualizado em 21/09/2019 00:07

<i>(Foto: Paulo Paiva/DP Foto)</i>
Contra um time que estava há 10 jogos sem perder, o Sport conheceu a sua primeira derrota em casa nesta Série B. Com uma atuação bastante burocrática em termos ofensivos, os rubro-negros falharam também em lances de bola parada e caíram frente o América-MG por 2 a 0, na Ilha do Retiro. 

Menos mal que o resultado não tira o Leão da 3º colocação, com 38 pontos. No entanto, a equipe pernambucana viu o Atlético-GO, vice líder, abrir três de vantagem e pode ter o quarto colocado a apenas um ponto, caso o Coritiba vença o CRB neste sábado. Já o América-MG, que chegou a 11 partidas de invencibilidade (sete vitórias e quatro empates) se aproxima da briga pelo acesso, com 32 pontos.

O Sport já volta a campo na próxima terça-feira para encarar o Londrina, fora de casa.

O jogo

Para a partida, o técnico Guto Ferreira foi obrigado a fazer duas alterações com relação ao time que iniciou a partida diante do Figueirense, com o volante Marcão e o atacante Marcinho entrando nas vagas dos lesionados João Igor e Hyuri. O último, por sinal, estreou como titular do Sport. O treinador rubro-negro, assim, manteve a estrutura da equipe. Porém, escalação e formação tática à parte, o que se viu no primeiro tempo, foram as defesas se sobressaindo sobres os ataques. 

Não que os dois times tivessem abdicado do jogo ofensivo. Longe disso. Porém, ambos não tiveram criatividade para furar o bloqueio adversário. Com o América-MG, com um ataque mais rápido, sendo um pouco melhor. Já o Sport, com Leandrinho apagado na armação, Guilherme bem marcado, Marcinho ainda sem o entrosamento ideal e Hernane isolado quase não deu trabalho algum para o goleiro Airton.

Dessa forma, os poucos lances de emoção na etapa inicial saíram sempre após falhas. Como um recuo mal feito do lateral Sávio, que quase deixa o Brocador na cara do gol, uma saída de bola errada de Marcão, que acabou sendo salvo pela intervenção de Sander ou uma “deixada” de bola do lateral-direito Leandro Silva, desperdiçada pelo próprio Sander.

A exceção de uma rápida pressão do América já nos acréscimos, com direito a furada de Júnior Viçosa na área, foi só. Na descida para os vestiários um misto de vaias (em maior intensidade) e aplausos da torcida rubro-negra.

Segundo tempo

No retorno para o segundo tempo, buscando uma melhor qualidade na saída de bola, Guto Ferreira sacou Marcão para promover a estreia do volante Willian Farias. E a primeira impressão foi positiva, com Guilherme recebendo ótimo lançamento e, enfim, obrigando Airton a fazer uma boa defesa. 

Porém, foi o América-MG que abriu o placar. Com uma alternativa sempre válida em um jogo truncado. Após cobrança de falta levantada na área, o volante Flávio cabeceou na trave, a bola. Na sequência, o zagueiro Pedrão só teve o trabalho de empurrar para a rede. Na origem do lance, na cobrança da falta, o defensor do Coelho estava impedido.

O gol ajudou a destravar a partida, com o Sport se atirando com mais afinco ao ataque, deixando consequentemente espaços para a equipe mineira contra-atacar. E novamente, usando a bola parada, o América ampliou. Após cobrança de escanteio, aos 13 minutos, Leandro Silva subiu mais que Hernane e cabeceou sem defesa para Mailson.

Com a desvantagem de dois gols, Guto Ferreira foi para o tudo nada aos 16 minutos, queimando as suas últimas alterações, com as entradas de Léo Artur (estreante) e Élton nas vagas de Leandrinho e Hernane, respectivamente. A essa altura, no entanto, o Sport pagava também pela falta de sintonia com três estreantes em campo. Já o América, tendo a tranquilidade da vantagem, conseguia administrar a partida. Era melhor em campo.

Ainda assim, não cabia ao Sport desistir do jogo. E na base da raça e da força da torcida, com  mais de 18 mil pessoas na Ilha, os rubro-negros pressionaram nos minutos finais em busca do gol, transformando o goleiro Airton em um dos destaques da partida, com grandes defesas. Não era o dia do Leão na Ilha. 

Ficha do jogo

Sport 0
Mailson, Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Marcão (Willian Farias), Charles e Leandrinho (Léo Artur); Guilherme, Hernane (Elton) e Marcinho. Técnico: Guto Ferreira.

América-MG 2
Airton; Leandro Silva, Pedrão, Ricardo Silva e Sávio (Lucas Luan); Flávio, Juninho e Willian Maranhão; Diego Ferreira (Marcelo Toscano), Matheusinho (Felipe Azevedo) e Júnior Viçosa. Técnico: Felipe Conceição.

Local: Ilha do Retiro
Árbitro: Jonathan Antero Silva (RO)
Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano e Adenilson de Souza Barros (RO)
Gols: Pedrão, aos 2 min, Leandro Silva, aos 13 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Flávio, Diego Ferreira (A), Charles (S) 
Público: 18.215 torcedores
Renda: R$ 351.701,00