América

SPORT

Guto reconhece dificuldade do Sport em furar bloqueio do América após derrota na Ilha

Para treinador, equipe mineira teve mérito de ter estudado o time rubro-negro

postado em 21/09/2019 00:14 / atualizado em 21/09/2019 00:19

<i>(Foto: Paulo Paiva/DP Foto)</i>
O técnico Guto Ferreira reconheceu que o Sport não teve uma grande atuação na derrota por 2 a 0 para o América-MG, a primeira da equipe na Ilha do Retiro nesta Série B. Na visão do treinador, a equipe não conseguiu se desvencilhar da forte marcação da equipe mineira durante praticamente todo o jogo. 

“O América estudou bastante o Sport e travou o jogo desde a nossa saída de bola, com uma marcação alta, deixando a saída onde nós tínhamos maior dificuldade para a partir dai fazer uma blitz muito forte na recuperação da bola para sair em contra-ataque. Nos primeiros dez minutos, de uma maneira avassaladora, eles não deixaram a gente respirar”, reconheceu. “A gente não rompia a última linha. Chegava na intermediária e não conseguia avançar”, completou.

Ainda segundo o comandante leonino, no intervalo, com a entrada do estreante Willian Farias na vaga de Marcão, a intenção era melhorar justamente a qualidade do passe na saída para o ataque. Mas os dois gols do Coelho, logo no início do segundo tempo, dificultaram ainda mais a missão rubro-negra. 

“No intervalo eu poderia ter trocado ene jogadores. Mas optei por qualificar a saída de bola com o Willian Farias, que entrou muito bem e foi talvez a única coisa positiva do jogo. Mas após uma jogada boa nossa, logo na sequência, tomamos o primeiro gol. Na sequência sentimos, e quando a gente começou a querer algo não deu nem tempo e tomamos o segundo”, recordou Guto.

“Quando tínhamos a condição de fazer alguma coisa a mais eles fizeram os gols. Foram muito rápidos e não deu tempo de respirar. Isso atrapalhou bastante. Mérito deles que fizeram uma grande partida e nós ficamos abaixo”, reconheceu o treinador rubro-negro.