Atlético

ANIVERSÁRIO DO GALO

Galo comemora aniversário de 105 anos em momento especial na história do clube

Time se destaca na Libertadores e tem em R10 mais visibilidade internacional

postado em 25/03/2013 07:00 / atualizado em 25/03/2013 12:24

Bruno Cantini/ Atlético

O Atlético comemora 105 anos nesta segunda-feira. Mas, ao contrário da última década, quando o clube atravessou fases instáveis, o Galo vive um momento especial. Vice-campeão brasileiro e com grande campanha na Libertadores'2013, o Alvinegro é destaque no cenário internacional, principalmente nos feitos de Ronaldinho Gaúcho.

Uma curiosidade na trajetória do clube é que, exatamente há 100 anos, a instituição passou a se chamar Clube Atlético Mineiro. Antes disso era chamado Atlético Mineiro Futebol Clube, e a mudança de nome ocorreu justamente no dia 25 de março de 1913.

Os garotos que fundaram a agremiação, no Parque Municipal de Belo Horizonte, tinham um descontetamento com a falta de equipes na capital e decidiram criar o Atlético. A primeira sede do clube foi na Rua Goiás, em um porão. Uma situação inusitada vivida pelos fundadores foi a aquisição da primeira bola. Ela foi trocada por alguns insetos, que um dos jogadores enviou para um amigo na França. O primeiro jogo do Atlético foi só em 1909, na vitória sobre o Sport Club, por 3 a 0, com o primeiro gol marcado por Aníbal Machado.

Gestão atual

O presidente do Atlético, Alexandre Kalil, que também comemora seu aniversário neste 25 de março, está há quatro anos e cinco meses no cargo e é um dos responsáveis pela boa fase da equipe. Com contratações como R10, Tardelli, Réver, Victor e a manutenção do técnico Cuca desde agosto de 2011, o mandatário, que completa 54 anos, controla um clube que é exaltado pelo bom futebol.

Com formações vitoriosas nas décadas de 1970 e 1980, o Atlético passou momentos complicados na última década. Com exceção dos nacionais de 2001 e 2009, o Galo não figurou na luta pela título brasileiro nas outras edições.

A chegada de R10 na competição nacional de 2012 foi uma das maiores contratações da história do clube. Para esta temporada, o atacante Diego Tardelli retornou do Catar, depois de alto investimento dos cofres atleticanos, e agregou qualidade ao plantel de Cuca.

Em sua história, o Atlético tem feitos importantes, como a conquista do primeiro Campeonato Mineiro, em 1915, e o título Brasileiro de 1971.

Visibilidade internacional

Bruno Cantini/ Atlético
Recentemente, o Atlético foi à Bolívia para enfrentar o The Strongest e recebeu homenagens locais. Essa rotina tem sido comum nos jogos do time, principalmente devido a Ronaldinho Gaúcho, já considerado duas vezes o melhor jogador do planeta e reconhecido mundialmente.

A presença de R10 no Atlético também costuma ser notícia em vários jornais europeus. Porém, além da visibilidade espontânea gerada pelo craque, o trabalho realizado no Galo tem outros pontos que valorizam o clube. Com um dos melhores CT´s do país, orçamento milionário para o ano, plantel qualificado e equilíbrio nas finanças, o Alvinegro planeja figurar na prateleira de cima do futebol brasileiro, com base no discurso de Kalil.

Para o jornalista espanhol Juan Castro, do Diário Marca (Espanha), Ronaldinho renasceu no Atlético e trouxe a atenção da mídia. “Basicamente todo mundo está surpreso com Ronaldinho no Atlético. Acreditávamos que ele estava morto e agora ressuscitou. Já tinha ouvido falar do clube, mas ele deu mais visibilidade”, disse à reportagem.

O jornalista Norberto Lopes, do Jornal de Notícias, de Portugal, ressalta que outros jogadores e treinadores marcaram época e também deram visibilidade ao Atlético. “Na Europa já conhecíamos o Atlético, até porque teve grandes jogadores e treinadores antes de contratar o Ronaldinho. O Carlos Aberto Silva, por exemplo, é um nome que é falado aqui e que passou pelo Atlético”, destacou.

Para Sérgio Pereira, do Mais Notícia, de Portugal, a ida de vários jogadores do Galo para o futebol português, nos últimos anos, deram ao clube reconhecimento no país. “Acredito que a maioria dos portugueses que gostam de futebol conhecem o Atlético, ainda que alguns só de nome. No entanto, com a chegada do Ronaldinho, é verdade que as notícias triplicaram ou quadruplicaram, e por isso o Atlético tornou-se um nome mais familiar, mais gente conhece a camisa do clube e porventura mais gente sabe de que cidade é o clube. Fora de Portugal, nos outros países europeus, acredito que a influência da chegada de Ronaldinho, aí sim, seja maior. Em Portugal, e porque sempre houve jogadores do Atlético a vir para Portugal, o clube já era conhecido”, frisou.