Atlético

ATLÉTICO

Entre experientes e jovens, Atlético tem seis concorrentes para duas vagas na zaga

Bastante criticado em 2016, setor é um dos mais disputados do elenco

postado em 26/01/2017 10:35 / atualizado em 26/01/2017 10:34

Bruno Cantini/Atlético

São seis candidatos para duas vagas. Na corrida por um lugar no time titular do Atlético com o técnico Roger Machado, a zaga é o setor mais concorrido em 2017.  E ele terá opções diversificadas. Além de Leonardo Silva, Gabriel, Erazo e Jesiel, remanescentes do ano passado, o clube conta com o recém-chegado e experiente Felipe Santana, de 30 anos, e com Rodrigão, de 21, promovido da equipe júnior. Os defensores começam a temporada com um objetivo em comum: trabalhar para que o Galo sofra menos com os erros coletivos, o drama da última temporada. No Campeonato Brasileiro, foi a defesa mais vazada entre os 10 primeiros, levando 53 gols.

A disputa pela posição de titular se torna acirrada porque o capitão Leonardo Silva está retornando às atividades gradativamente. Em recuperação de ruptura do tendão do músculo da coxa direita desde outubro, ele vem mesclando os treinos técnicos e táticos com trabalhos na academia e tem previsão de volta para o começo de fevereiro.

Prestes a completar sete anos no Galo, Leonardo Silva acredita que está progredindo a cada atividade: “Estou numa parte evoluída, num final de recuperação. Vou aguardar a posição do departamento médico para não perder tanto a pré-temporada. A expectativa é participar dos treinos em perfeitas condições”.

Como Erazo enfrenta problema no joelho direito, Gabriel e Felipe Santana vêm sendo escalados por Roger nos treinos e tendem a ser titulares contra o América-TO, sábado, às 17h, na estreia no Campeonato Mineiro.

Para Felipe Santana, que tem no currículo passagens por Figueirense, Olympiacos, Schalke 04 e Borussia Dortmund, a equipe está se adaptando aos poucos à filosofia de jogo do treinador: “É questão de ajuste. A gente passa por um momento de lapidação, e os detalhes vão se resolver os jogos. São jogadores experientes, que precisam ser combinados. A bomba está na mão dele, que vai decidir os titulares”. O novato enaltece a fartura de opções na retaguarda e imagina uma concorrência sadia: “São grandes jogadores. É bom compartilhar esse tipo de energia. Quero ajudar, jogando ou no banco, mas meu pensamento é ser titular”.

ESPERA Dos zagueiros, dois ainda não estão à disposição para a estreia no Estadual. Alvo de críticas pelo excesso de erros no ano passado, o equatoriano Erazo vem fazendo trabalhos de reforço muscular para minimizar o problema no joelho que o atormentou por vários jogos em 2017. Ele deve ficar mais alguns dias se dedicando à recuperação física.

Um dos destaques da Florida Cup, Rodrigão também vai demorar mais um tempo para ficar à disposição de Roger. Ele sofreu estiramento na coxa direita e vai parar por cerca de 20 dias. Promovido ao time principal neste ano, marcou um dos gols da vitória sobre o Tampa Bay Rowdies por 2 a 0, na Florida Cup.

DUELO CASEIRO


Experiência


Felipe Santana

30 anos – estreante

Leonardo Silva
37 anos – 280 jogos e 28 gols (no clube desde 2011)

Erazo
27 anos – 44 jogos e nenhum gol (no clube desde o ano passado)

Juventude


Gabriel
21 anos – 26 jogos e 1 gol (nas categorias de base desde 2011)

Jesiel
22 anos – 5 jogos e nenhum gol (nas categorias de base desde 2012)

Rodrigão
21 anos – 2 jogos e nenhum gol (nas categorias de base desde 2012)

Tags: atlético zaga