Atlético

ATLÉTICO

Atlético encerrou 2018 com dívida de R$ 253,1 milhões referente a empréstimos

Clube tem pendências com pessoas físicas e jurídicas não financeiras

postado em 17/04/2019 09:00 / atualizado em 17/04/2019 00:03

<i>(Foto: Pedro Souza/Atlético)</i>
O Atlético encerrou o ano de 2018 com passivo de R$ 253.128.660,00 referente a empréstimos. Houve aumento de mais de 28% em relação ao acumulado no período de 2017: R$ 197.392.900,00. As contas do clube serão discutidas pelo Conselho Deliberativo na segunda-feira, 29 de abril, na sede administrativa de Lourdes, na Avenida Olegário Maciel. O encontro também servirá para que os conselheiros conheçam o parecer do Conselho Fiscal e o de uma auditoria independente contratada pela diretoria.

A dívida de empréstimos corresponde a 38% das pendências gerais do Atlético (R$ 652 milhões). Pessoas físicas e jurídicas que não são da área financeira são os principais credores do clube, com R$ 146.235.296,00, quase R$ 24 milhões a mais que os R$ 122.837.162,00 de 2017. No balanço patrimonial, a gestão do presidente Sérgio Sette Câmara não especifica nomes de empresas. A correção dos valores é feita em cima da taxa Selic, prevista para acumular 6,5% em 2019.

O Galo zerou três empréstimos que estavam em vigência em 2017 - BCV, Banco Inter e Banco Santander -, além de diminuir a despesa com o Banco Mercantil do Brasil, de R$ 4,3 milhões para R$ 3,5 milhões. Em contrapartida, o passivo com o Banco BMG aumentou em 9,5%, de R$ 55,4 milhões para R$ 60,7 milhões. A dívida com o Banco Daycoval também cresceu, de R$ 8,1 milhões para R$ 9,7 milhões (mais de 19%).

Outra ação de Sette Câmara para aumentar os recursos financeiros foi antecipar receitas de transmissão junto ao fundo de investimento em direitos creditórios Polo Clubes, que concede receitas às entidades esportivas e, posteriormente, recebe o dinheiro diretamente da TV Globo. A quantia solicitada foi de R$ 32.800.736,00.

No balanço patrimonial, o Atlético explica que os empréstimos foram efetuados para aumentar o “capital de giro”. Os juros são calculados em cima da taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário), que fechou 2018 em 6,42%, e outros encargos não especificados.

Empréstimos do Atlético

Até 31 de dezembro de 2017

Banco BMG - R$ 55.460.216,00

Banco Daycoval - R$ 8.168.939,00

Banco de Crédito e Varejo - R$ 4.313.904,00

Banco Mercantil do Brasil - R$ 4.328.783,00

Banco Inter - R$ 1.285.021,00

Banco Santander - R$ 998.875,00

Pessoas físicas/jurídicas não financeiras - R$ 122.837.162,00

Total - R$ 197.392.900,00

Até 31 de dezembro de 2018

Banco BMG - R$ 60.731.274,00

Banco Daycoval - R$ 9.762.239,00

Banco Mercantil do Brasil - R$ 3.599.115,00

Pessoas físicas/jurídicas não financeiras - R$ 146.235.296,00

Total - R$ 253.128.660,00

Tags: Sette Câmara empréstimos futnacional interiormg dívidas finanças atlético galo