Atlético

ATLÉTICO

Técnico de rival do Atlético tem 30 anos, é discípulo de Sampaoli e já subiu em árvore para analisar adversário

Francisco Meneghini tem sido elogiado pelo trabalho à frente do Unión La Calera-CHI

postado em 14/05/2019 06:30 / atualizado em 14/05/2019 09:26

<i>(Foto: NELSON ALMEIDA/AFP)</i>
Do alto de uma árvore, um jovem de pouco mais de 20 anos se esticava e buscava a melhor posição para observar a movimentação de alguns jogadores no campo abaixo. Quando enfim conseguia acompanhar o treinamento da Seleção Equatoriana, foi surpreendido por jornalistas e precisou abandonar o local.


Francisco Meneghini era integrante da comissão técnica de Jorge Sampaoli, que à época comandava o Chile. Anos mais tarde - e depois de integrar a equipe de Sebastián Beccacece no Defensa y Justicia -, o argentino se tornaria treinador. Agora, aos 30 anos, se prepara para desafiar o Atlético na segunda fase da Copa Sul-Americana.

Após passagens como observador e ‘espião’, Meneghini se tornou comandante do Unión La Calera-CHI. E é dele o desafio de dirigir a equipe, fundada em 1954, na primeira participação em uma competição continental. Os primeiros confrontos foram bem-sucedidos: empates por 0 a 0 e 1 a 1 com a Chapecoense e classificação garantida na Sul-Americana.

No Campeonato Chileno, o modesto time da cidade de La Calera é a sensação. Após 12 rodadas disputadas, a equipe ocupa a terceira posição, atrás apenas do Universidad Católica-CHI e do Colo Colo-CHI.

E o que esperar, afinal, para os duelos contra o Atlético na Copa Sul-Americana? Apesar da inspiração em Sampaoli e Beccacece - técnicos reconhecidamente ofensivos -, Meneghini não garante lançar seus times à frente em todas as partidas.

“Os jogos mudam e as estratégias vão variando. Não creio em nenhuma partida em que um time apenas se defenda ou em outra em que uma equipe apenas ataque. O jogo é um só e te leva a circunstâncias distintas”, disse, em entrevista ao periódico chileno ‘La Tercera’.

O certo, porém, é que o Atlético será observado. Mas Meneghini garante: nada de espiões desta vez. “Não tenho espiões. Acho que os tempos mudaram muito. A tecnologia avançou muito e prefiro analisar o rival através de vídeos”, disse.

Nada de subir em árvores então? “Sim (teve este caso), mas há muito de mito. A cada ano que se passa vão exagerando as histórias, tudo aumenta. A última vai ser que espiei de cima de um avião e me atirei. Naquele caso, eu queria estar perto da equipe rival para ver se poderia ter a informação, nada de outro mundo”.

As partidas do Atlético na Copa Sul-Americana serão transmitidas com exclusividade pelo DAZN. O torcedor que quiser acompanhar os jogos do time alvinegro precisa assinar o serviço de streaming, que tem custo mensal de R$ 37,90 - sem contrato de fidelização. 

O serviço é compatível com Smart TVs, celulares, tablets, computadores e consoles de videogames. Os novos assinantes terão direito a um mês de acesso grátis à plataforma.

DAZN é o primeiro serviço de streaming de esportes ao vivo e on demand do mundo. A plataforma também transmite o Campeonato Brasileiro da Série C, partidas do futebol Italiano (Serie A, Serie B e Supercopa Italiana), Francês (Ligue 1, Ligue 2 e Copa da França), Norte-Americano (MLS), Japonês (J-League), Inglês (FA Cup) e Africano (AFCON - Copa Africana de Nações).


Outros esportes também estão no catálogo do DAZN. A plataforma transmite basquete (Turkish Airlines EuroLeague e British All-Star Championship basketball), tênis (WTA), automobilismo (NTT IndyCar Series), além de boxe da Matchroom Boxing EUA e Itália, de MMA da Professional Fighters League e da Glory Kickboxing.

Tags: atleticomg interiormg futnacional galo