Atlético

ATLÉTICO

Rodrigo Santana promete 'raça' e 'entrega' do Atlético em clássico decisivo contra Cruzeiro

Técnico conta com a torcida para reverter placar: 'É elástico, mas está aberto'

postado em 15/07/2019 12:28 / atualizado em 15/07/2019 13:35

<i>(Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)</i>

Nesta quarta-feira, às 19h15, no Independência, o Atlético entra em campo com a missão de reverter a vantagem do Cruzeiro para avançar à semifinal da Copa do Brasil. Na partida de ida pelas quartas de final, o Galo foi batido pelo rival por 3 a 0, no Mineirão – agora, precisa ganhar por quatro gols de diferença, ou três para levar a disputa aos pênaltis. Antes da decisão, o time alvinegro derrotou a Chapecoense, de virada, por 2 a 1, nesse domingo, pelo Campeonato Brasileiro, com atuação elogiada pelo treinador Rodrigo Santana. 

O técnico atleticano espera que a equipe tenha a mesma determinação apresentada na vitória sobre a Chape, em Santa Catarina. “Raça, entrega, é essa vontade que a gente vem falando com eles o tempo inteiro. Terminamos o jogo com dois centroavantes, Papagaio e Ricardo Oliveira. No momento sem bola, todos baixavam para marcar, para dar carrinho. Papagaio entrou muito bem, lutando até o final. E o Galo é isso. Eu falo para eles: jogador que não der carrinho, que não acreditar até o final, que não der pique, se não sair de lá desmaiado, não é jogador do Galo. A camisa pede essa entrega, essa raça. Por isso saio feliz com a vitória, porque eles mereceram. Estão de parabéns”, declarou em entrevista coletiva após o jogo.

Rodrigo Santana destacou a versatilidade do grupo do Atlético, que atuou com formação alternativa contra a Chapecoense, e cobrou foco no clássico decisivo desta quarta. Na análise do treinador, o Galo pagou pela desatenção e por não ser ‘cirúrgico’ em detalhes no jogo de ida diante do Cruzeiro. 


 
“A gente tem uma mescla muito grande dentro do elenco. E a gente bate muito nessa tecla, de detalhes, de ser cirúrgico. É um grupo que vem crescendo, vem se conhecendo. A gente sabe que em clássico qualquer piscar de olhos pode se tornar caro. Foi o que aconteceu com a gente na quinta-feira. Acredito que a gente não fez um jogo tão ruim. Depois, analisando o jogo friamente, a gente viu que a gente até teve um volume maior, tinha chances de ter feito um pouquinho mais. Mas é isto: muita atenção no próximo jogo de quarta-feira. É estar focado. O resultado vai ser consequência da efetividade nossa dentro de campo”, comentou. 

Por fim, Santana ressaltou a importância da torcida alvinegra para a reversão do placar nesta quarta-feira. “A gente sabe que o apoio da torcida é muito importante, e isso não falta. Em momento nenhum a torcida deixou de empurrar na quinta-feira (passada). A gente já imagina o que eles vão fazer na quarta-feira. A gente precisa fazer a nossa parte, com muita atenção, com concentração, vontade de vencer e de virar essa decisão. O placar foi muito elástico, mas está em aberto. Se a gente ainda tem esses últimos 90 minutos, a gente vai lutar até o final para procurar reverter”, prometeu. 


Tags: rodrigo santana atlético interiormg