Atlético

ATLÉTICO

Repórter compara postura do Atlético à do Madureira, e Santana rebate: 'Chelsea foi campeão inglês assim'

Treinador negou que equipe mineira jogou com medo contra o Flamengo

postado em 10/10/2019 23:19 / atualizado em 10/10/2019 23:39

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atlético)</i>

O Atlético fez um jogo ruim contra o Flamengo na noite desta quinta-feira. O alvinegro perdeu para o líder do Campeonato Brasileiro por 3 a 1. Chamou a atenção a postura da equipe mineira. No primeiro tempo, o Galo não conseguiu jogar. O time comandado por Rodrigo Santana chegou a ter os 11 jogadores dentro da grande área e terminou o primeiro tempo com apenas 29% de posse de bola.

A postura do Atlético foi criticada por um jornalista carioca. Na entrevista coletiva, o técnico Rodrigo Santana ouviu do repórter que o time mineiro jogou como o Madureira joga em um duelo contra o Flamengo pelo Estadual. O técnico do Galo afirmou que o time não atuou com medo no Maracanã.

“Muita gente interpreta como medo. Contra o Palmeiras jogamos assim e fomos muito bem. Perdemos muitas peças, o pessoal analisa sempre o resultado. Levamos o gol no segundo tempo quando alguns torcedores começaram a vaiar alguns jogadores. A gente crescia na partida e o Vitinho fez um grande lance, um belo gol. Foi o segundo gol que voltou a dar confiança ao Flamengo. Em momento algum a gente joga atrás com medo do adversário. É apenas uma estratégia, para chamar o adversário para o nosso campo e explorar as costas dos adversários”, disse.

O treinador comparou o esquema de jogo do Atlético ao utilizado pelo técnico Antonio Conte no título do Chelsea no Campeonato Inglês de 2016/2017. A diferença, para o treinador, foram os erros cometidos pelo Galo no jogo. 

“No primeiro tempo a gente conseguiu sair, mas erramos muito, passes bobos. Falhamos tecnicamente. Isso não é medo de jogar, é estratégia de jogo. O Chelsea foi campeão inglês jogando assim”, concluiu.

Comparação entre os esquemas

O Chelsea campeão inglês de 2016/2017 também jogava com três zagueiros. Mas, ao contrário do que diz Rodrigo Santana, a equipe tinha dois atacantes de velocidade pelo lado e um centroavante - diferente do time do Atlético que entrou em campo contra o Flamengo (o treinador do Galo perdeu os dois jogadores de velocidade para a partida e escalou dois meias pelo lado).

O meio-campo do Chelsea era mais defensivo: Matic e Kanté. Os dois, no entanto, chegavam constantemente ao ataque. Mas a grande diferença dos esquemas era na lateral. 

Os dois laterais do Atlético jogam na mesma linha dos três defensores. Os laterais do Chelsea eram mais avançados, ficavam à frente da linha dos volantes. Enquanto Marcos Alonso era mais defensivo, Victor Moses, outrora atacante, jogava pelo lado direito e dava muita opção de velocidade.

O 3-4-3 do Chelsea foi ofensivo. Na verdade, muito ofensivo. Os Blues fizeram 76 gols naquela edição da Premier League. A defesa foi a terceira melhor, com 29 gols sofridos.

Tags: atlético galo interiormg seriea flamengo chelsea futinternacional