Atlético

MERCADO DA BOLA

Atlético avalia contratação de Rafael, e vice ironiza Cruzeiro sobre intenção de impor restrição similar à do 'caso Fred'

Lásaro Cândido da Cunha admite busca por novo goleiro

postado em 30/01/2020 23:58 / atualizado em 31/01/2020 00:17

(Foto: Humberto Martins/Superesportes)
Com a iminente venda de Cleiton ao RB Bragantino por R$ 23 milhões, o Atlético monitora o mercado nacional em busca de um goleiro para recompor o elenco e fazer concorrência ao veterano Victor. Santos, do Athletico-PR, e Rafael, que move uma ação contra o Cruzeiro na Justiça do Trabalho pedindo rescisão, são os principais alvos.

O Atlético aguarda a Justiça para saber se Rafael conseguirá a desvinculação do Cruzeiro por meio de uma liminar. Por outro lado, a diretoria cruzeirense cogita impor restrições para dificultar a ida do goleiro de 30 anos para a Cidade do Galo.

Nesta quinta-feira, durante cerimônia de entrega do Troféu Guará, em Belo Horizonte, o presidente do Núcleo Transitório Dirigente do Cruzeiro, Saulo Fróes, afirmou que o clube pode condicionar a liberação do goleiro ao pagamento de uma multa, assim como o alvinegro fez em relação ao atacante Fred, no fim de 2017.

“É um direito dele. Se ele conseguir todos os direitos, vai para onde quiser. Agora, da nossa parte, temos as nossas limitações. Igual ao Atlético fez com o Fred (multa de R$ 10 milhões ao jogador pelo acerto com o Cruzeiro), nós temos as nossas limitações. Se ele for para o Atlético, que seja feliz. Mas nós temos nossas restrições. Vamos colocar na hora certa”, disse. 

Fróes ainda mantém esperança em chegar a um entendimento com Rafael, de modo que o Cruzeiro receba uma contrapartida pela saída do jogador. “Tudo é conversado. Às vezes não precisa nem da multa. Dependendo do que ele nos pagar, nós o liberamos”.

Espanto!

As declarações do dirigente cruzeirense foram recebidas com “espanto” por Lasáro Cândido da Cunha, vice-presidente do Atlético. Ele acompanhou de perto nos últimos dois anos os desdobramentos do ‘caso Fred’, em que o Cruzeiro, responsável solidário, recusou-se a pagar a multa de R$ 10 milhões ao Alvinegro pela contratação do atacante.

“Primeiro, a gente não conversa com jogador que tem contrato. Se o jogador não tem contrato, não há nenhum problema. Agora, em tese, em tese, causa espanto constatar isso porque o time lá do Cruzeiro sustenta que a multa (do Fred) seria ilegal, então é um questionamento bastante interessante. Gostaria até de que isso ocorresse para a gente confrontar, não é? Mas enfim, nós não estamos tratando. O jogador lá tem contrato. Pra nós, se não está liberado, não quero conversa e não é correto”, declarou Lásaro.

Indagado se a contratação de Rafael seria interessante para o Atlético, o vice-presidente desconversou. “A gente prefere não falar nome. A gente considera que no cenário (de iminente venda de Cleiton) a gente teria que ter mais um goleiro, mas isso aí ainda vai ser objeto de uma avaliação, tem que avaliar os meninos que estão subindo, tem que ver a situação do Victor. Enfim, a gente está bem servido por ora e ainda vou fazer essa avaliação”, concluiu Lásaro Cândido da Cunha.


Tags: rafael atleticomg cruzeiroec seriea mercadobola