Atlético

ATLÉTICO

Saudades da família, incentivo dos companheiros e expectativa com Sampaoli: Dylan abre o jogo sobre primeiros meses no Atlético

Meia colombiano de apenas 18 anos foi contratado como joia pelo clube alvinegro

postado em 31/03/2020 17:41

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

No meio do ano passado, o Atlético fez uma aposta e comprou o meia colombiano Dylan Borrero. O garoto só foi anunciado pelo clube alvinegro em 2020, quando completou 18 anos. No anúncio da chegada, o clube tratou o meio-campista como uma joia. Agora, ela poderá ser lapidada pelo técnico Jorge Sampaoli, um dos grandes nomes do futebol mundial na função.

O Superesportes conversou com o jovem. Na entrevista, o jogador do Atlético informou que deseja ser conhecido apenas por Dylan no meio do futebol. O colombiano demonstrou também que está com o português afiado.

Dylan vem estudando muito para não ter dificuldades em relação à língua portuguesa. A ajuda dos companheiros vem sendo importante para a adaptação do meio-campista, que fez quatro jogos no clube sob o comando do ex-técnico Rafael Dudamel - ele soma uma assistência (veja abaixo).

Na entrevista, Dylan falou sobre a saudade da família, o trabalho durante o período de quarentena em função da pandemia do novo coronavírus, as primeiras impressões da torcida do Atlético e a expectativa para trabalhar com Sampaoli. Veja abaixo.

Adaptação ao Atlético

A adaptação está muito boa, pelo que estou sentindo em treinos, jogos que fui. Eu gosto do futebol brasileiro, gosto muito. Acho que, pouco a pouco, a adaptação vai melhorando. Acho que é muito importante a participação dos companheiros nessa adaptação porque, quando cheguei, todos me ajudaram com tudo, em treinos. Os companheiros que falam espanhol ajudaram muito. Agora já estou falando o português um pouco melhor. Eles são uma família muito unida e isso é muito importante. É um time.

Saudades da família

Aqui em BH eu moro com meu pai. Sinto muita saudade da minha família, que está muito longe. Por causa da distância, é muito difícil de ficarem muito tempo aqui comigo. A minha mãe está com minha irmã, que está estudando na faculdade. Minha namorada está na universidade. Isso é muito difícil. Mas sei que, depois, Deus vai dar a recompensa. Fico tranquilo. Há muito tempo isso já aconteceu e eu superei. E estou aqui agora. Estou acostumado com tudo isso.

Período de coronavírus

Nesse período de quarentena, estou fazendo trabalhos específicos que o professor mandou para nós. Estou fazendo em casa para não ficar quieto, sem fazer nada. Não estamos de férias, estamos treinando ainda. Agora é esperar para que tudo que está acontecendo passe rápido para, assim, voltar aos treinos e à nossa vida normal.

O que faz na quarentena

Tenho tempo para jogar vídeo-game, passar tempo com a família. É o que tenho feito além dos treinos.

Expectativa para chances com Sampaoli

Minha expectativa para ter chances com Sampaoli é fazer o que ele gosta. É melhorar tudo que ele falar que estou fazendo mal. Além disso, tenho que mostrar que tenho condição de jogar e por isso estou aqui, porque tenho condição e tudo isso. É treinar forte no dia a dia, dando o melhor que tenho em cada treino, em cada jogo, para aproveitar as oportunidades. Tenho que aproveitar qualquer oportunidade que eu tenha.

Torcida do Atlético

A torcida é muito boa. Na minha estreia, eu fiquei espantado por tudo que aconteceu. A torcida sempre cantando, animando a gente. Estão sempre com nós. E me lembro do clássico contra o Cruzeiro. Eu fiquei mais espantado ainda. É doida, eu gosto muito. Sou uma pessoa que gosta muito de ficar perto deles, desde pequeno, gosto de ficar ali.

Tags: atleticomg interiormg seriea dylan borrero