Atlético

ATLÉTICO

Em carta, Sette Câmara explica endividamento do Atlético e questiona vazamento do balanço financeiro

Presidente diz que valor atual "nada mais é que a evolução da dívida anterior"

postado em 29/05/2020 16:58

(Foto: EM/D.A Press)

Após o vazamento do balanço financeiro de 2019 do Atlético, o presidente Sérgio Sette Câmara publicou uma carta aberta a conselheiros, torcedores e patrocinadores do clube. No documento, o mandatário explica o endividamento do alvinegro e diz que, atualmente, o valor líquido é de R$ 656 milhões.

Nessa quinta-feira, o Globoesporte.com divulgou o balanço financeiro do Atlético e mostrou o aumento da dívida para R$ 746 milhões.

Na carta aberta publicada nesta sexta-feira, o presidente do alvinegro explicou. Quando assumiu o clube em 2017, Sette Câmara encontrou o alvinegro com uma dívida de R$ 538 milhões. Em dezembro de 2019 o valor, corrigido pela taxa CDI, seria de R$ 630 milhões. Foi essa a justificativa utilizada pelo mandatário para falar sobre o aumento.

“Gostaríamos de esclarecer que, quando esta diretoria assumiu o Clube, nossa dívida líquida era de R$ 538 milhões, valor este publicado no balanço auditado de 2017. Essa dívida corrigida em 31/12/2019, pelo CDI, atingiria um montante de R$ 630 milhões, ou seja, apenas com o efeito financeiro produzido pela correção monetária, sem considerarmos os juros contratuais. Dessa forma, o endividamento líquido atual de R$ 656 Milhões nada mais é que a evolução da dívida anterior, corrigida pelas taxas de mercado e juros contratuais. Esses valores podem ser facilmente verificados na publicação de nossos demonstrativos”, disse.

Sette Câmara afirmou que, caso o clube não tivesse efetuado o pagamento de compromissos feitos por gestões anteriores, teria conseguido amortizar a dívida apresentada no balanço. “Os valores, só em 2019, atingiram um montante de R$ 34 milhões, valor que nos impediu de amortizar nossa dívida bancária”.

(Foto: Reprodução)


Pelo Twitter, o presidente fez questão de criticar o vazamento das informações do clube. "Desde que assumi, o objetivo é organizar e enfrentar os desafios do passado para um grande futuro do Galo. Vazaram uma parte do balanço que foi amplamente divulgada com uma interpretação equivocada. Pergunto: a quem interessa?"

Prejuízo em 2019

O Atlético fechou o ano de 2019 com prejuízo financeiro de R$ 5,7 milhões. O clube considera o número bom, já que foi o segundo melhor dos últimos 16 anos. Sette Câmara, no entanto, ressalta necessidade de melhora.

"É claro que o resultado não é satisfatório, entretanto, o impacto financeiro das mudanças que estão sendo implementadas não tem um reflexo imediato".

Em 2018, o Atlético fechou a temporada com déficit de R$ 22 milhões. Entre 17 clubes analisados, apenas seis melhoraram a performance em relação ao ano anterior. O Galo foi um deles. Veja na tabela abaixo, divulgada pelo alvinegro.

(Foto: Reprodução)

Tags: galo atlético endividamento interiormg sette câmara