Atlético

ATLÉTICO

Depois de oficializar Marrony, Atlético avança em negociação por Keno

Negociações pelo jogador de 30 anos estão avançadas

postado em 15/06/2020 20:06 / atualizado em 15/06/2020 21:36

(Foto: Divulgação/Pyramids)

O mercado da bola do Atlético segue agitado. Após oficializar a contratação de Marrony, o clube alvinegro avançou na negociação pelo atacante Keno, que pertence ao Pyramids, do Egito, e está emprestado ao Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. 

 
Keno, de 30 anos, está emprestado pelo Pyramids ao Al Jazira, que tem opção de compra dos direitos econômicos até 30 de junho. O vínculo dele com o clube egípcio terminará em junho de 2021. Sua contratação foi efetivada em junho de 2018, por 10 milhões de dólares  - R$ 37 milhões na cotação da época.
 
No Pyramids, Keno marcou dez gols em 33 partidas na temporada 2018/2019. O time ficou em terceiro lugar na Primeira Liga do Egito, com 70 pontos - dois a menos que o segundo colocado, Zamalek, e a 12 do campeão, Al-Ahly. No Al Jazira, foram 18 jogos - contando campeonato nacional, Copa do Presidente e Copa Emiradense - e três gols anotados.
 
No Brasil, Keno se destacou no cenário nacional pelo Santa Cruz, em 2016, quando marcou dez gols em 34 jogos no Campeonato Brasileiro. O bom futebol despertou a atenção do Palmeiras, que tinha Alexandre Mattos como diretor. À época, os direitos econômicos do jogador pertenciam ao São José-RS, que vendeu 60% por R$ 3 milhões.
 
No Verdão, Keno marcou 19 gols em 84 partidas até ser vendido ao Pyramids. No Brasileiro de 2017, destacou-se ao balançar a rede oito vezes em 31 presenças. O estilo de jogo de velocidade e movimentação do atacante se encaixam nas preferências do técnico argentino Jorge Sampaoli.
 
Na 'era' Sampaoli, o Galo acertou as contratações do volante Léo Sena, ex-Goiás,  do meio-campista equatoriano Alan Franco, do Independiente del Valle, e do atacante Marrony, do Vasco.

O zagueiro Bueno, do Kashima Antlers, do Japão, está com acerto encaminhado, assim como o defensor paraguaio Junior Alonso, que pertence ao Lille, da França.
 
Em todos os investimentos vultosos, o Atlético conta com aportes de seus dois principais patrocinadores: o Banco BMG, do ex-presidente Ricardo Guimarães, e a MRV Construtora, do conselheiro Rubens Menin.

Tags: atleticomg keno mercadobola marrony