Atlético

ATLÉTICO

Vice do Atlético diz que não participou e desaprovou negociação com Thiago Neves

Repercussão negativa fez Atlético desistir do meia

postado em 15/09/2020 08:16 / atualizado em 15/09/2020 08:55

(Foto: Alexandre Guzanshe / EM DA PRESS)

O vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, comentou o episódio envolvendo a negociação do clube com o armador Thiago Neves, assunto mais falado nas redes sociais nessa segunda-feira. Em função da repercussão negativa, o Galo desistiu da contratação do ex-atleta do Cruzeiro.

No Twitter, um torcedor disse ao dirigente: "Se o Lásaro estiver escrevendo mesmo um livro, tem que ter um capítulo especial só para essa noite".

Lásaro comentou: "Não escreverei jamais sobre assunto que não participei! E que não aprovo!".


Repercussão negativa fez Atlético desistir do negócio


O Atlético desistiu de contratar o meia Thiago Neves. O Superesportes apurou que, após repercussão negativa entre torcedores alvinegros, a diretoria voltou atrás na intenção de integrar o jogador de 35 anos ao elenco.

Thiago Neves acertou a rescisão contratual com o Grêmio nesta segunda-feira e já tinha acordo verbal para assinar com o Atlético até fevereiro de 2021, quando acaba o Campeonato Brasileiro.

Pessoas ligadas ao clube alvinegro e ao jogador já davam como certa a conclusão do negócio nesta terça-feira, quando Thiago Neves chegaria a Belo Horizonte.

A repercussão negativa entre torcedores alvinegros, porém, fez com que tanto a diretoria do Atlético, quanto o jogador, repensassem a decisão. Thiago Neves foi alvo de críticas e ameaças nas redes sociais.

A divulgação nas redes sociais de muitos vídeos de Thiago Neves nos tempos de Cruzeiro, nos quais xinga e menospreza o Atlético, também pesou para a decisão da diretoria de desfazer o acordo.

O histórico de gozações de Thiago Neves dirigidas ao Atlético levou o presidente da torcida organizada Galoucura a se manifestar contra o acerto com o ex-cruzeirense.

O experiente jogador foi um pedido do técnico Jorge Sampaoli, que havia convencido a alta cúpula alvinegra do negócio. O vínculo acordado seria por produtividade, com salários consideravelmente mais baixos que os que o meia recebia em Cruzeiro e Grêmio.

Tags: galo mercado contratação atleticomg Thiago Neves