Atlético

ATLÉTICO

Elogios dentro e fora de campo: técnicos falam de Sávio, garoto que superou marca de Reinaldo no Atlético

Aos 16 anos, atacante ganhou espaço no elenco profissional e se tornou o jogador mais jovem a defender o time alvinegro no Campeonato Brasileiro

postado em 28/09/2020 10:30 / atualizado em 28/09/2020 13:42

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
O drible fácil, a velocidade e a busca incessante pelo gol são características facilmente perceptíveis em campo. Fora dele, chamam atenção o alto astral e o bom relacionamento com todos. Quem conhece Sávio, o “Savinho”, não o descreveria de outra forma. Aos 16 anos, o garoto saltou etapas e vive o sonho de muitos: ser jogador de futebol profissional. Pelo Atlético, viu o desejo se concretizar com o aval de Jorge Sampaoli, um dos principais treinadores da América do Sul.

“Tem muito potencial, temos muita expectativa com ele", declarou o comandante logo após a estreia de Sávio no profissional. Na ocasião, o atacante já fez história ao superar ninguém menos que Reinaldo como o atleta mais novo a disputar uma partida de Campeonato Brasileiro pelo clube alvinegro.

Foi no último dia 19, quando o garoto participou dos minutos finais da vitória por 4 a 3 sobre o Atlético-GO, no Olímpico, pela 11ª rodada. Ele tinha apenas 16 anos, cinco meses e nove dias. Nesse sábado, também entrou na reta final do triunfo por 3 a 1 sobre o Grêmio, no Mineirão.

O ‘Rei’, um dos grandes ídolos da história atleticana, debutou na Série A em 29 de agosto de 1973. Aos 16 anos, sete meses e 18 dias, o centroavante foi titular da equipe comandada pelo técnico Telê Santana na derrota por 2 a 0 para o Desportiva, no Espírito Santo, na partida inicial da competição.

Se ainda é muito cedo para comparar as trajetórias dos dois, Reinaldo - que atualmente é consultor técnico da base do Atlético - tratou de rasgar elogios ao “pupilo”. “O Sávio é um excelente jogador, um garoto de muito boa qualidade técnica, muito versátil, rápido, leve. Ele vai dar muita alegria para a gente e também vai dar muito dinheiro para o Galo”, disse.

Processo de formação


Não é só Sampaoli que alimenta boas expectativas sobre o futuro de Sávio. Afinal, para conquistar o argentino, o garoto precisou primeiro convencer treinadores das categorias de base. E assim o fez. Natural de São Mateus, no Espírito Santo, o atacante chegou à Cidade do Galo com apenas 11 anos. E a ascensão foi meteórica.

Em 2019, viveu o grande momento na base. Após conquistar o título do Campeonato Mineiro sub-14 no ano anterior, voltou a ser campeão estadual, desta vez no sub-15. E foi destaque. Responsável por comandá-lo naquela campanha, o técnico Filipe Mattos não poupou elogios ao atacante, mas frisou: é preciso paciência até que ele consiga se adaptar ao profissional.

“Há uma mudança muito grande na carreira e na vida dele. E não são todos os atletas que passam por essa mudança de forma tão drástica. Ele fez um jogo pelo sub-17 e aí já ingressou no departamento profissional, com um treinador reconhecido, que tem muita competência e capacidade, que é o Sampaoli. Essas mudanças vão requerer muitas adaptações. Esse é o processo ao qual ele precisa se dedicar agora. É dar tempo. Com o tempo, ele vai conseguir assimilar, entender certas coisas. Aos poucos, ele vai adquirir confiança. É um menino muito corajoso, isso está muito claro desde que a gente trabalhou com ele”, disse, ao Superesportes.

A atuações destacadas no Atlético fizeram com que Sávio fosse convocado para a Seleção Brasileira sub-15. Com a camisa verde e amarela, foi campeão sul-americano da categoria, também em 2019. Comandante daquela equipe, o técnico Paulo Victor Gomes reforçou o coro de Filipe Mattos e afirmou que o garoto ainda está em processo de formação.

“O Sávio é um jogador de lado de campo, que consegue se comportar muito bem nas funções de lado, seja em largura ou pelos espaços internos. É um jogador de um refino técnico muito grande, com uma capacidade de drible e finalização bastante interessante. Melhorar e evoluir obviamente ainda existem muitas coisas dentro de um processo de formação. Ele é um jovem ainda, tem apenas 16 anos e um caminho de desenvolvimento e formação a se percorrer, que é natural”, pontuou.

Personalidade


(Foto: Pedro Souza/Atlético)
Os treinadores destacam não apenas a qualidade técnica como ponto forte de Sávio. O garoto é elogiado também pelo comportamento fora de campo, apontado como fator fundamental para um bom desenvolvimento de carreira. Outro ponto citado foi o entorno familiar do atacante, que conta com uma mãe muito presente.

“O Sávio é um garoto especial, é um menino muito alegre, muito comprometido, muito concentrado com o trabalho, que se entrega demais perante todo o grupo em busca dos objetivos que são traçados. É um menino que, com certeza, vem galgando o seu espaço, vem conquistando os seus objetivos pessoais muito pela sua conduta diária, pelo seu espírito, pela sua capacidade de contagiar os companheiros também. É um menino muito focado no dia a dia e que com certeza vai atingir muito sucesso no futuro”, disse Paulo Victor Gomes.

“O que mais se destaca nele não são nem essas questões tão técnicas. Isso é óbvio, é visível. Mas ele é um menino muito alegre, para cima, contente, disposto ao trabalho, ele é um cara que escuta, que nunca está chateado. É um cara que é muito bom ter por perto. Todos gostam muito dele. Ele atrai coisas boas por ser um menino que faz muitas coisas boas. É um cara bom, que foi muito bem educado. Tem uma mãe muito presente. Ele também está cercado de pessoas boas”, corroborou Filipe Mattos.

'O sonho continua...'

Assim que estreou pelo profissional, Sávio assinou um novo contrato, com direito a aumento salarial. O vínculo vale até setembro de 2023 e oficializou aumento na multa rescisória tanto para o Brasil, quanto para o exterior. Depois do jogo contra o Atlético-GO, o garoto avisou, nas redes sociais: ‘O sonho continua…’.



Colaborou Humberto Martins

Tags: galo reinaldo atleticomg interiormg futnacional seriea savio