Atlético

ATLÉTICO

Atlético tem vitória na 1ª instância da Justiça em ação que envolve Fred e Cruzeiro

Atacante ainda pode recorrer da decisão

postado em 06/11/2020 11:48 / atualizado em 06/11/2020 13:43

A Justiça do Trabalho julgou o mérito da ação de Fred contra o Atlético que buscava suspender o processo arbitral promovido pelo Galo na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) em razão da sua transferência ao Cruzeiro, em dezembro de 2017, por entender que a Justiça é a instituição competente para avaliar o caso.

Em decisão que ainda cabe recurso, a Justiça entendeu que a CNRD deve julgar essa ação, como prevê o distrato assinado entre Fred e Atlético. 

O vice presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, comemorou a decisão. "Ainda não é a decisão final, mas a Justiça do Trabalho de 1º grau acaba de julgar o mérito e extinguir a ação do Fred. O Atlético ganhou tudo nesta instância. Fred foi condenado a pagar cerca de R$ 600 mil de honorários nesta decisão da Justiça do Trabalho aos advogados do Atlético. A batalha continua, nós temos ainda a decisão da câmara arbitral", disse. 

Lásaro explicou o caso: "O que o Fred fez? Entrou na Justiça do Trabalho dizendo que ela era competente e não a câmara arbitral, e a Justiça do Trabalho está negando a ação dele mais uma vez. Agora, é julgamento do mérito. Ele foi condenado em honorários. A batalha vai continuar, mas é uma grande vitória", destacou Lásaro. 

Justiça e CNRD


Vencido na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), Fred levou o caso à Justiça do Trabalho e havia conseguido suspender liminarmente a multa originada pela transferência ao Cruzeiro, concretizada em dezembro de 2017. Em 12 de setembro deste ano, porém, o Atlético derrubou a liminar.

Fred, então, contra-atacou e tentou conseguir mandado de segurança, para que a primeira decisão da Justiça do Trabalho voltasse a valer. Porém, os pedidos do atacante foram negados. Com isso, a multa - agora avaliada em mais de R$ 14 milhões - segue com validade. Não é uma decisão final. A disputa seguirá na Justiça.

Entenda o caso


O imbróglio começou em dezembro de 2017, quando Fred - que acabara de rescindir com o Atlético - assinou contrato com o Cruzeiro. No acordo que finalizou o vínculo com o clube alvinegro, o centroavante se comprometia a pagar R$ 10 milhões em multa caso se acertasse com o rival.

No acordo com Fred, o Cruzeiro se comprometeu a arcar com a multa. O caso, então, foi para a Justiça.

Tags: galo fred justiça cruzeiroec