Atlético

ATLÉTICO

Cury rebate nota do Atlético: 'É um dos maiores devedores da Fifa'

Agente acionou clube na Justiça por dívida de cerca de R$ 40 milhões

postado em 14/04/2021 19:43 / atualizado em 14/04/2021 19:59

(Foto: Instagram/reprodução)
O agente André Cury rebateu a nota oficial divulgada pelo Atlético na tarde desta quarta-feira. No entendimento da direção alvinegra, o empresário tenta constranger o clube ao divulgar publicamente informações processuais sobre uma dívida superior a R$ 40 milhões. O agente, no entanto, negou as alegações e citou os diversos casos na Fifa para afirmar que o Galo está “habituado a dever”.

Em contato com o Superesportes, Cury disse que se surpreendeu com a nota divulgada pelo Atlético. De acordo com o agente, o ‘conteúdo é mentiroso’, já que as informações do processos são públicas.

"Me surpreende o departamento de comunicação, ao lado do jurídico do clube, soltar uma nota dessa. Essa informação da nota, de que falei sobre o processo com a imprensa, é mentirosa. A ação é pública, qualquer pessoa tem acesso a ela", declarou.

O empresário argumentou que não consegue entender o ‘constrangimento do Atlético’ ao ter dívidas divulgadas, já que o clube enfrentou diversos processos na Fifa nos últimos anos. Cury, inclusive, afirma que o Galo ainda tem muitas dívidas pendentes, como uma das parcelas da compra do atacante Keno, efetuada no ano passado junto ao Pyramids, do Egito.

“Quando eles falam em constrangimento, não consigo entender. Na última década, o Atlético é um dos clubes que mais sofreu processos na Fifa. E continua tendo. Tem processo do Junior Barranquilla (Colômbia), do Rentistas (Uruguai), do Huachipato (Chile), do Rafael Dudamel (técnico). Agora, atrasou a parcela do Keno. É o maior devedor na Fifa, nunca pagou nada em dia, deve um monte de clubes. Estão habituados a dever. Estão constrangidos por qual motivo?”, disse, completando.

“Querem jogar para torcida mais uma vez, ao invés de tratar de maneira séria. É uma informação falsa. Todas as vezes que pagou processo na Fifa foi em última instância, quando não tinha mais o que fazer. É uma nota totalmente fora do contexto. Como estão constrangidos se são um dos maiores devedores da Fifa nos últimos tempos?”, concluiu.

Nota do Atlético


“Sobre as notícias veiculadas pela imprensa, nos últimos dias, envolvendo o empresário André Cury, o Clube Atlético Mineiro não confirma as informações por ele divulgadas. Afirma que todos os contratos objetos dos supostos créditos estão passando por rigorosa análise técnica (para que se apure o que é ou não devido), e que os mesmos serão discutidos em âmbito judicial, pelo departamento jurídico da instituição.

Outrossim, o Clube vê com estranheza a conduta do referido empresário, em tornar públicas informações processuais, e entende que tal postura tem por objetivo constranger a instituição, que não será refém de condutas com as quais não concorda”.

A dívida


André Cury entrou com uma ação na Justiça pedindo bloqueio de receitas do Atlético em possíveis vendas dos jogadores Guilherme Arana, Allan e Sávio e da porcentagem restante do clube no shopping Diamond Mall (49%). A dívida do Galo, segundo ação do empresário, ultrapassa o valor de R$ 40 milhões.

Do total do débito do Atlético com Cury,  o montante de R$ 35.189.617,33 está em atraso. Ainda há parcelas a vencer referentes à intermediação do agente em transações com o clube. Os valores em dívida com o empresário contemplam três jogadores do atual elenco do Galo: o lateral-esquerdo Guilherme Arana (R$ 1.860.000,00), o atacante Eduardo Vargas (R$ 462.363,75) e  o meia Dylan Borrero (R$ 1.173.337,00). 

O maior débito alegado na ação é sobre o zagueiro Erazo, de quase R$ 7,8 milhões. Negociações de Cury com o Atlético envolvendo jogadores como Luan, Marcos Rocha, Otero, Di Santo, José Welison, entre outros, também compõem a lista da dívida total, assim como o técnico Rafael Dudamel, que teve rápida passagem pela Cidade do Galo em 2020. O agente cobra R$ 720 mil pela intermediação na contratação do treinador venezuelano,que ganhou ação contra o Galo na Fifa referente a salários atrasados. 

André Cury já teve negado um pedido de tutela de urgência para bloqueio de receitas do Atlético, no dia 25 de março. O agente agora tenta a reconsideração da decisão judicial e alega a dívida do clube que ultrapassa R$ 1 bilhão como justificativa. 

Valores que André Cury cobra do Atlético

 
Guilherme Arana - R$ 1.860.000,00
Luan - R$ 672.000,00
Luan - R$ 240.000,00
Lucas Pratto - R$ 4.764.313,08
Marcos Rocha - R$ 800.000,00
Vina - R$ 871.774,19
Rómulo Otero (euro) - R$ 570.625,00
Rómulo Otero (dólar) - R$ 1.076.000,00
Rómulo Otero - R$ 1.364.256,00
Eduardo Vargas - R$ 462.363,75
Rosinei - R$ 222.444,70
Maicosuel - R$ 1.371.420,00
Franco Di Santo - R$ 436.045,21
Frickson Erazo - R$ 7.385.620,00
Frickson Erazo - R$ 417.201,40
Dylan Borrero - R$ 1.173.337,00
José Welison (cessão de crédito) - R$ 1.007.000,00
José Welison (intermediação) R$ 1.677.220,00
David Terans - R$ 1.614.000,00
Leandrinho (intermediação) - R$ 538.000,00
Leandrinho (imagem) - R$ 76.000,00
Denilson - R$ 1.964.800,00
Mansur - R$ 2.731.860,00
Rafael Dudamel - R$ 720.000,00

Tags: atletico atlético fifa empresário agente dívidas seriea andré cury mercadobola