Atlético

ATLÉTICO

Cuca traça meta inicial do Atlético na Libertadores: buscar liderança

Técnico ressalta importância de estreia positiva nesta quarta-feira

postado em 20/04/2021 06:02 / atualizado em 19/04/2021 22:58

(Foto: Pedro Souza/Atlético)

Perto da estreia na Copa Libertadores, que será nesta quarta-feira, diante do Deportivo La Guaira, às 19h (de Brasília), em Caracas, na Venezuela, o técnico Cuca disse que o foco total do Atlético é na busca por resultado satisfatório para lagar bem no Grupo H. O treinador ressaltou a importância de o time alvinegro somar pontos para fechar a primeira fase em primeiro lugar, se possível na liderança geral, garantindo assim vantagens importantes na sequência. 

Em 2013, sob o comando de Cuca, o Atlético alcançou o objetivo de terminar a fase classificatória com a melhor campanha geral. Com isso, teve a vantagem de decidir em casa nos mata-matas até a final. O Galo foi campeão ao derrotar o Olimpia nos pênaltis, depois de triunfo por 2 a 0 no tempo normal e empate sem gols na prorrogação, no Mineirão. 

O treinador espera que o Atlético repita a dose e brigue para ter a liderança geral nesta primeira fase. Para alcançar a meta, largar com uma vitória sobre o 'desconhecido' time venezuelano é fundamental. "O pensamento agora é na Libertadores, são seis semanas diretas com Libertadores intercalada com, se Deus quiser, a final do Mineiro. Então a gente tem que dar o máximo, pois sabemos que ficar em primeiro traz vantagens e benefícios, como jogar o segundo jogo em casa no mata-mata. E vamos em busca disso", declarou Cuca.



Ele considera que o grupo não é tão fácil como muitos analisaram, logo após o sorteio na Conmebol. Cuca alertou para eventuais surpresas e disse que enfrentar América de Cali, que tem o estilo colombiano de abusar da criatividade, e o Cerro Porteño, com tradicão na disputa e acostumado a jogar a Libertadores, requer muito cuidado e atenção. Sobre o adversário da estreia, pouco conhecido dos mineiros, um informante importante é o atacante Savarino, nascido na Venezuela.

"Eles têm um jogo só (nesta temporada), e foi dentro desse jogo é que analisamos o time deles, a forma como eles jogam, tiramos informações do Savarino, que jogou lá. Nosso grupo é complicado, mas temos confiança no nosso trabalho, no desenvolvimento e no entendimento do que é a Libertadores para buscarmos essse primeiro lugar", frisou o comandante. 



"O Cerro é uma equipe que joga praticamente todo ano. É um calor enorme, jogamos lá contra o Olimpia no ano passado (ele dirigia o Santos), muito quente e temos que nos adaptar a isso também. O América de Cali é como aqueles times colombianos que cuidam da parte tática, mas que são irreverentes e temos que tomar cuidado, em casa e fora", alertou. 

Cuca disse que a disputa da Libertadores é tão intensa quanto o Brasileiro, com a diferença de que a competição sul-americana é mais rápida na definição. "É jogo a jogo. A Libertadores é muito mais rápida que o Campeonato Brasileiro, você joga em um grupo de quatro times, com três mata-matas você está na final da Libertadores. É muito rápido, ano passado pegamos Boca e Grêmio e passamos, fomos à final e não fomos campeões por causa de uma bola no minuto 53, um cruzamento, gol de cabeça...São coisas do futebol. Chegamos a uma grande final, é uma competição que você tem que tirar tudo de dentro da alma e vamos fazer isso", projetou. 

Tags: galo atlético liderança cuca Venezuela libertadores2021 Deportivo La Guaira