Atlético

ATLÉTICO

Atlético procurou parceria com a Marvel e pretende retomar conversas

Empresa descartou associação, mas deixou as portas abertas, revelou diretor do Galo

postado em 18/05/2021 13:50 / atualizado em 18/05/2021 13:53

(Foto: Divulgação)

O diretor de negócios do Atlético, Leandro Figueiredo, revelou em entrevista ao portal 'Fala Galo' que abriu conversas em busca de uma parceria com a Marvel, quando o clube estava próximo de acertar a contratação do atacante Hulk, em janeiro deste ano. Houve reuniões com funcionários da editora norte-americana, mas o acordo não foi fechado. O Galo acredita na retomada das conversas no ano que vem.

"Tudo é oportunidade. Quando foi cogitada a vinda do Hulk para cá, estava extremamente confidencial o assunto, imediatamente fizemos contato com a Marvel nos Estados Unidos, conversamos com eles, foram longas reuniões, mas, infelizmente, não foi autorizada neste primeiro momento uma associação de marca de personagem com nenhum jogador. Não somente o Hulk, mas isso é uma conduta que eles têm", disse Leandro Figueiredo.

Um dos personagens de maior sucesso da Marvel é o Hulk. Lançado na década de 1960, o quadrinho do super-herói teve grande aceitação do público. O êxito levou Hulk ao cinema. Cinco filmes já foram lançados: Retorno do Incrível Hulk (1988), O Julgamento do Incrível Hulk (1989), A Morte do Incrível Hulk (1990), Hulk (2003) e O Incrível Hulk (2008).

O Atlético queria vender produtos associando a marca com o jogador Hulk, conhecido assim por sua força e explosão. Apesar da negativa da empresa norte-americana, o diretor do Galo não descarta uma parceria no futuro.



"Eles (Marvel) ainda estão observando muito o futebol no Brasil, isso foi uma sensação que me passou. Eles ficaram surpresos com o posicionamento do clube, que foi de fato um dos únicos que fizeram contato com eles, para gerar royalties para eles, para vender produtos personalizados dentro das nossas plataformas, mas, infelizmente, para este primeiro momento, não foi autorizado. Mas pediram para retomarmos as conversas no próximo ano", afirmou.

"Mas aí já estamos rascunhando alguns formatos, que talvez não seja associando jogador ao personagem, mas quem sabe a gente não crie produtos dos personagens associados à marca do clube. O receio da Marvel é personificar o personagem a um jogador em específico", destacou Figueiredo.

Tags: galo negócios produtos marvel atleticomg