Atlético

Copa Libertadores

Análise: Torcedor atleticano está calejado na Copa Libertadores

Sofrimento na campanha vitoriosa de 2013 faz maioria da torcida alvinegra relevar desempenho mediano contra o Boca, ainda que investimento agora seja bem maior

postado em 20/07/2021 22:28

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
Para o torcedor alvinegro pouco importa se o Atlético mais uma vez não teve capacidade para superar o Boca Juniors com bola rolando. O importante é que o time se classificou às quartas de final da Copa Libertadores depois de novo 0 a 0, na noite desta terça-feira, no Mineirão, sendo mais eficiente na disputa de pênaltis, vendida por 3 a 1, graças a grande atuação do goleiro Everson.

A conquista da América pelo Galo, em 2013, ensinou que é preciso saber sofrer. Em uma competição tão dura quanto a continental, e diante de adversário tão tradicional, a maioria da torcida não está de todo errada ao relevar o futebol pouco vistoso da equipe. 

Mas, pelo investimento feito, esperava-se mais do Galo diante dos xeneizes, que passaram por grande reformulação e estavam sem alguns dos principais jogadores, como o armador Cardona. O técnico Cuca enalteceu a aplicação dos comandados e garantiu que na próxima fase, em agosto, o time renderá mais, seja contra o River Plate, seja contra o Argentinos Juniors. O próprio Everson disse que o objetivo é ser campeão, mas com menos sofrimento que em 2013, quando foi campeão sobre o Olímpia-PAR nas cobranças de pênalti.

Antes de pensar novamente em Libertadores, o Atlético terá importantes jogos pelo Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. E nessas duas competições, vem dando mostras da capacidade de dobrar os adversários. É seguir embalado para continuar sonhando com grandes conquistas tanto em nível nacional quanto internacional.

Tags: Boca Juniors Libertadores Atlético Oitavas de final Galo Mineirão