Atlético

ATLÉTICO

Atlético entra em acordo com Ricardo Oliveira por dívida de R$ 3,06 milhões

Clube pagará valor em 30 parcelas de R$ 102 mil cada, a partir de setembro

postado em 21/07/2021 19:48 / atualizado em 22/07/2021 19:07

(Foto: Bruno Cantini/Atlético )

O Atlético chegou a mais um acordo com ex-jogador que acionou a Justiça do Trabalho para quitação de dívida. O clube mineiro pagará ao centroavante Ricardo Oliveira o valor de R$ 3.060.000, em 30 parcelas, a primeira a vencer no mês de setembro. A informação foi divulgada pelo globoesporte.com e confirmada com a diretoria pelo Superesportes. 

Pelo acerto, o Atlético tem prazo até o quinto dia útil de cada mês para quitar o valor de R$ 102 mil, referente a cada parcela devida ao jogador. Com o acerto entre as partes, o clube mineiro conseguiu reduzir em cerca de R$ 1 milhão o valor requerido pelo centroavante em processo na Justiça do Trabalho. 

O acordo será homologado no Tribunal Superior do Trabalho, onde corre o processo movido pelo centroavante. O Atlético se comprometeu a pagar R$ 300 mil ao escritório de advocacia que trabalha pelo jogador, como forma de honorários. O valor deverá ser quitado em cinco parcelas de R$ 60 mil. Em caso de atraso acima de 10 dias de qualquer cota, haverá 30% de multa aplicada ao clube.

Ricardo Oliveira acionou o Atlético na Justiça do Trabalho em julho de 2020. O jogador, de 41 anos, foi afastado pela diretoria e alegou que estava fora dos planos. Ele conseguiu, por meio de liminar, rescisão de contrato depois que os atrasos salariais foram considerados no processo. 

DECEPÇÃO

Ricardo Oliveira chegou ao Atlético no começo de 2018, depois de deixar o Santos. Ele teve bom rendimento, fez 22 gols e foi artilheiro da equipe na temporada. Em 2019, foi destaque na Libertadores com o Galo, mas caiu de produção e teve um segundo semestre marcado pela irregularidade, chegando a perder a posição para o argentino Di Santo.

Em 2020, Ricardo Oliveira foi afastado no Atlético pelo então técnico Jorge Sampaoli. Em julho daquele ano, o centroavante rescindiu o contrato, de forma unilateral, e acertou com o Coritiba, em setembro. Em novembro, a 27ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte condenou o Galo a pagar R$ 3 milhões e aceitou sete solicitações de quitação de débitos solicitadas pelo veterano. 

Ricardo Oliveira disputou 110 jogos pelo Atlético e marcou 37 gols. Em entrevistas recentes, ele comentou sobre a decepção com a forma como foi dispensado pelo clube mineiro. Tanto que na ação, ele requeriu indenização por danos morais, o que não foi acatado pela Justiça. Antes de processar o Galo, o veterano tinha contrato em vigor até o fim de 2020.  

Nota do Atlético publicada em 22 de julho


O Clube Atlético Mineiro acertou hoje (22) acordo com o atacante Ricardo Oliveira, para dar fim às pendências judiciais entre as partes. O ato denota a seriedade e o compromisso da atual gestão no processo de saneamento das finanças do clube, um dos pilares da administração do presidente Sérgio Coelho e do vice-presidente José Murilo Procópio.

Ao todo, serão pagos perto de 3,6 milhões de reais, em 30 parcelas, já incluindo impostos, taxas e honorários. Graças às negociações estabelecidas entre as partes, conseguiu-se uma redução dos valores devidos, em cerca de 1 milhão de reais. Também foi acordado o alongamento do prazo, sem incidência de juros e correção.

O Clube agradece ao ex-atleta pelo profissionalismo e seriedade que pautaram as tratativas.

Tags: galo Justiça atleticomg interiormg futnacional Ricardo Oliveira