Líder Atlético marca no fim, mas tropeça contra lanterna Chape mais uma vez

Time alvinegro buscou empate nos minutos finais do segundo tempo, mas perdeu mais pontos diante do pior time do Campeonato Brasileiro

06/10/2021 20:56
compartilhe
Atlético perdeu para a Chapecoense na Arena Condá
foto: Pedro Souza/Atlético

Atlético perdeu para a Chapecoense na Arena Condá


Mais uma vez o líder Atlético perdeu pontos contra a lanterna Chapecoense no Campeonato Brasileiro. Em jogo válido pela 24ª rodada na noite desta quarta-feira, o time alvinegro abriu o placar na Arena Condá, levou a virada e, nos minutos finais, conseguiu o empate por 2 a 2. No primeiro turno, os times ficaram no 1 a 1 no Mineirão.

Dylan abriu o placar para o Atlético no primeiro tempo. Em seguida, o ex-atleticano Geuvânio empatou, ainda na etapa inicial. Na segunda metade do jogo, Mike - de pênalti - virou para os donos da casa. Coube a Eduardo Sasha, de cabeça, dar números finais ao duelo.

Líder, o Atlético chega aos 50 pontos com o tropeço em Chapecó. O time alvinegro pode ver adversários pelo título, como Flamengo e Palmeiras, se aproximarem ao fim da rodada. Já a lanterna Chape totaliza 12 pontos e segue afundada na zona de rebaixamento.

Os times voltam a campo pela 25ª rodada neste fim de semana. No Mineirão, o Atlético recebe o Ceará a partir das 16h30 deste sábado. No domingo, às 11h, a bola rola para o jogo entre Internacional e Chapecoense, no Beira-Rio.

Atlético sem inspiração

Teve posse de bola (67%), teve muitos passes trocados (291 contra 142), mas não teve inspiração. O líder Atlético, bastante modificado em função dos desfalques, tentou ser protagonista em Chapecó. Mas a verdade é que, apesar da suposta superioridade alvinegra nos números, a lanterna Chapecoense teve domínio territorial e estratégico no primeiro tempo.

Foram quatro finalizações atleticanas contra três da Chape na etapa inicial. Numa delas - a única que levou real perigo -, Dylan abriu o placar após cobrança de escanteio, aos 18 minutos. O colombiano foi uma das novidades da escalação do técnico Cuca, que não contou com oito jogadores.

Chapecoense x Atlético: veja fotos do jogo pelo Brasileirão



Não estiveram à disposição o lateral-direito Mariano (lesão), o zagueiro Junior Alonso (convocado pelo Paraguai), o lateral-esquerdo Guilherme Arana (convocado pelo Brasil), os meio-campistas Alan Franco (convocado pelo Equador) e Matías Zaracho (suspenso), além dos atacantes Eduardo Vargas (lesão), Diego Costa (lesão) e Savarino (aprimoramento da parte física).

Mesmo com as ausências (e o fato de o gramado estar castigado pela chuva que caiu em Chapecó), era esperado um domínio atleticano. Mas o time alvinegro não conseguiu fugir com frequência da marcação adversária e teve pouca criatividade. Ofensivamente, a Chape incomodou pouco, mas conseguiu o gol de empate aos 28 minutos.

A jogada se iniciou pela esquerda e passou pela área até chegar ao atacante Geuvânio, ex-Atlético, que empurrou de carrinho para o gol. Everson espalmou, mas a bola já tinha entrado, conforme atestou o VAR. Curiosamente, na sequência da jogada (que não foi paralisada pela arbitragem de campo), Nacho Fernández marcou para o time alvinegro - mas o lance, naturalmente, foi invalidado, já que a Chape havia marcado primeiro.

Tropeço atleticano

Pouco mudou no cenário da partida na segunda etapa. O Atlético tinha muita dificuldade de criar, enquanto a Chape priorizava a defesa e até conseguia levar perigo ao gol defendido por Everson. Aos 24 minutos, depois de um pênalti cometido por Nathan Silva ao desviar a bola com o braço, os donos da casa viraram em cobrança de Mike.

A partir daí, o técnico Cuca passou a empilhar jogadores de frente no Atlético. O volante Allan passou a formar dupla de zaga com Nathan Silva quando Igor Rabello foi substituído por Eduardo Sasha. Depois de muita insistência - com mais coração do que propriamente razão -, o time mineiro buscou o empate.

Aos 37 minutos, o próprio Eduardo Sasha, em cabeceio após um cruzamento de Calebe - outro reserva a fazer a diferença - empatou o jogo. Foi o prêmio pela insistência atleticana, que exigiu boas defesas de Keiller na metade final do segundo tempo. Mas foi só. No fim das contas, 2 a 2.

CHAPECOENSE 2 X 2 ATLÉTICO

Chapecoense
Keiller; Matheus Ribeiro, Ignácio, Jordan e Busanello; Moisés Ribeiro (Lima, aos 28' do 2ºT), Renê Júnior (Ronei, aos 17' do 2ºT) e Denner (Alan Santos, aos 34' do 2ºT); Geuvânio (Rodrigo Silva, no intervalo), Bruno Silva (Anselmo Ramon, aos 34 do 2ºT) e Mike
Técnico : Pintado

Atlético
Everson; Guga, Igor Rabello (Eduardo Sasha, aos 19' do 2ºT), Nathan Silva e Dodô (Calebe, aos 36' do 2ºT); Allan, Jair (Tchê Tchê, no intervalo), Dylan (Nathan, aos 36' do 2ºT) e Nacho Fernández; Keno (Hyoran, aos 19' do 2ºT) e Hulk
Técnico : Cuca

Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local : Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data e horário : quarta-feira, 6 de outubro de 2021, às 19h (de Brasília)

Gols : Geuvânio, aos 28' do 1ºT, e Mike, aos 24' do 2ºT (CHA); Dylan, aos 18' do 1ºT, e Eduardo Sasha, aos 37' do 2ºT (ATL)
Cartões amarelos : Renê Júnior, aos 43' do 1ºT, e Keiller, aos 43' do 2ºT (CHA); Nathan Silva, aos 22' do 2ºT (ATL)

Árbitro : André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes : Cristhian Passos Sorence (GO) e Hugo Sávio Xavier Correa (GO)
VAR : Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Compartilhe