Corinthians

ATLÉTICO

Atlético libera meia Cazares para fechar transferência para o Corinthians

Jogador é o estrangeiro com mais partidas na história do clube mineiro

postado em 22/09/2020 16:33 / atualizado em 22/09/2020 17:38

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)
 
O meia Cazares, de 28 anos, foi liberado pelo Atlético para acertar sua transferência para o Corinthians. O contrato com o Galo, que iria até o fim de dezembro, será rescindido
 
O Superesportes apurou que, entre pendências com o jogador e salários até o fim do contrato, o Atlético vai economizar cerca de R$ 4 milhões. Cazares abriu mão de alguns valores devidos pelo Galo para antecipar a ida ao Corinthians.
 
Antes de se aproximar do Corinthians, Cazares também esteve nos planos do Santos. Iniciadas em agosto, as conversas entre os clubes não evoluíram.
 
Em janeiro deste ano, o Galo rejeitou proposta de 3 milhões de dólares (R$ 12,7 milhões na cotação da época) do Al-Ain pelo meia. O clube queria mais. Em julho, o Al Ittihad Kalba, dos Emirados Árabes, fez uma oferta menor, mas que seduziu o Atlético. Desta vez, foi o atleta que não quis, já que recusou o salário oferecido.
 

Trajetória no Galo

 
Cazares estreou pelo Galo em fevereiro de 2016, em vitória por 1 a 0 sobre o Independiente del Valle, pela fase de grupos da Copa Libertadores. O meia mostrou muita habilidade e técnica, com dribles e passes certeiros. Ele foi substituído no segundo tempo para a entrada de Robinho, também debutante da noite. Como o equatoriano era o melhor em campo, a torcida vaiou fortemente o técnico Diego Aguirre.
 
A primeira temporada de Cazares pelo Atlético foi positiva, com dez gols em 40 jogos. Entretanto, em 2016, ele já pisava na bola. Em 13 outubro daquele ano, o armador era esperado em Belo Horizonte durante o período da manhã, depois de atuar pela Seleção do Equador. Contudo, ele simplesmente não embarcou no voo reservado pela diretoria e não deu notícias. Foi punido, mas voltou a se envolver em episódios controversos.
 
Em campo, Cazares chegou a fazer golaços, como o do empate em 1 a 1 com o Grêmio pelo segundo jogo da final da Copa do Brasil, em 2016. Ele arriscou de antes do meio-campo e surpreendeu o goleiro Marcelo Grohe. Por outro lado, em determinadas partidas parecia sonolento.
 
No ano passado, o armador chegou a dizer que se fosse mais regular jogaria no Real Madrid. "Se eu consigo manter 70 jogos do mesmo nível, estou no Real Madrid", disse Cazares, em coletiva de imprensa. O armador tem 203 jogos pelo Galo e 41 gols marcados. Ele é o estrangeiro com mais partidas e o segundo maior artilheiro, atrás apenas do argentino Lucas Pratto, com 42.
 

Críticas

 
Não faltam críticos ao modo de agir de Cazares. O técnico Levir Culpi comandou o atleta em 2019 e disparou contra ele, em entrevista após deixar o clube. "Ele é quem precisa resolver o que quer fazer. Se ele acha que é bom sair na zona e chegar bêbado para treinar, ele vai fazer isso. Agora, tem um preço. Tudo tem um preço", declarou Levir em entrevista ao jornalista Afonso Alberto, no YouTube.
 
O próprio presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, detonou Cazares em maio deste ano. “O Atlético investiu um dinheiro quando o trouxe do Banfield. O Jorge Marino (empresário) levou um percentual na negociação, o Cazares deve ter levado luvas na época, salário elevado, teve problemas aqui durante o período em que ele estava. Enfim, não preciso nem dizer. Ele vai para o jornal utilizando a camisa do clube com nossos patrocinadores por conta de mau comportamento, e isso denigre a imagem do Atlético. Isso tudo pesou na carreira do Cazares. E ele não se valorizou como poderia. É uma pena, nós conhecemos esta história e sabemos como vai terminar”, disse o mandatário alvinegro ao jornalista Afonso Alberto.
 
“Eu tenho o direito de tê-lo aqui até o último dia do contrato e, neste tempo, se aparecer alguma proposta iremos tentar negociar e repor aquilo que gastamos. Fez grandes partidas aqui? Sim, mas também fez péssimas. Teve um comportamento não condizente com um atleta de futebol e o salário que ele recebe. Eu lembro que conversei com um clube árabe que tinha interesse, e o dirigente me deu a ficha completa do Cazares. Hoje em dia, o cara entra no Google e fica sabendo de tudo. Se o jogador é um profissional exemplar ou se o extracampo é complicado. No caso do Cazares, o extracampo dele é, no mínimo, questionável”, completou o dirigente. 
 

Polícia

 
Em 2019, o jogador foi acusado de estupro e lesão corporal por duas mulheres. A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito e informou que não houve indícios suficientes de autoria ou mesmo materialidade para indiciamento do jogador. A decisão foi tomada após a polícia colher depoimento de diversos envolvidos.
 

Festa na quarentena

 
Este ano, Cazares voltou a se envolver em polêmica. Desta vez, ele foi multado por promover uma festa em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte durante a pandemia de Covid-19. Ele foi multado em R$ 130 mil, já que, segundo a assessoria de imprensa do município, não era a primeira vez que Cazares foi autuado neste tipo de infração durante a pandemia. 
 
Pelada durante a pandemia
 
Em maio deste ano, Cazares e Rómulo Otero, atualmente no Corinthians, foram flagrados jogando uma 'pelada' em Santa Luzia. Os jogadores, que estavam em quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus, furaram o isolamento social. O Galo disse que orientou os jogadores a ficarem em casa.

Tags: galo atlético corinthians interiormg corinthianssp seriea mercadobola cazares