UAI

2

Corinthians empata com Athletico e mantém Palmeiras na liderança da Série A

Timão sai na frente com Róger Guedes, mas Furacão iguala em pênalti convertido por Terans, após jogada de Vitor Roque, ex-Cruzeiro

15/06/2022 23:59
compartilhe
Athletico e Corinthians empataram por 1 a 1 em bom jogo na Arena da Baixada
foto: José Tramontin/athletico.com.br

Athletico e Corinthians empataram por 1 a 1 em bom jogo na Arena da Baixada


Em jogo quente, Athletico e Corinthians empataram por 1 a 1 na Arena da Baixada, nesta quarta-feira, em jogo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Alvinegro perde a chance de retomar a liderança - chegou aos 22 pontos.

Para piorar, nesta quinta-feira, o rival Palmeiras recebe o Atlético-GO no Allianz Parque e pode ampliar a diferença para três pontos na primeira posição. Já o Furacão chegou aos 18 pontos e entrou no G4 de forma provisória - precisa de tropeço do São Paulo sobre o Botafogo, no Nilton Santos, para se manter entre os quatro primeiros no fechamento da rodada. 



O início do jogo foi eletrizante, com uma série de escanteios para o Furacão e uma defesa de Cássio em cobrança direta de Cuello. No entanto, em falta sofrida por Willian na entrada da área, Róger Guedes voltou a marcar em cobrança perfeita no canto direito superior de Bento. Depois, as ações se equilibraram e houve chances para os dois lados, mas o placar permaneceu o mesmo.

No segundo tempo, em um jogo não tão bom para o Alvinegro, o tempo fechou e duas expulsões aconteceram, de Roni e Hugo Moura. O clima continuou quente, com diversos focos de discussão, e, em pênalti infantil cometido por Raul Gustavo, Terans deixou tudo igual.

O Corinthians agora volta suas atenções para seu próximo compromisso, o jogo contra o Goiás, na Neo Química Arena, domingo, às 16h (de Brasília). O Athletico-PR tem clássico contra o Coritiba no mesmo dia e horário no Couto Pereira.

O JOGO


Em menos de um minuto de partida, Cássio precisou tocar para tirar a bola venenosa de Terans em cobrança direta de escanteio - mais três escanteios saíram por ali em pouco tempo. A pressão continuou, quando Willian saiu errado e Pablo ficou com a bola, chutando para a defesa do camisa 12.

Mesmo em melhor momento, o Furacão fez falta em cima de Willian na entrada da área. Na cobrança, Róger Guedes cobrou no canto superior de Bento, sem chance de defesa, abrindo o placar na Arena da Baixada e jogando um balde de água fria nos donos da casa. A resposta veio aos sete minutos, em chute de Cuello.

Depois de um início eletrizante, a oportunidade seguinte surgiu somente aos 21 minutos, quando o Athletico chegou em chute de Cuello, para fora. Pouco depois, Willian recebeu a bola, avançou e driblou na frente da área, mas o chute parou nas mãos de Bento.

O Corinthians teve outra boa chegada aos 30 minutos, com tabela entre Róger Guedes e Willian, mas a zaga tirou. Na cobrança de escanteio, Gil teve chance duas vezes, mas não conseguiu marcar. Aos 37, o Furacão chegou perto de empatar em chute cruzado de Pablo, que passou rente à trave. Dois minutos depois, em contra-ataque, forte chute de Cuello pela esquerda, pelo lado de fora da rede.

Com as entradas de Léo Cittadini no lugar de Matheus Fernandes e Rafael Ramos no de Adson, o segundo tempo começou quente. Aos três minutos, Hugo Moura arriscou de longe e mandou para fora. Já Ramos levou cartão amarelo por entrada dura.

Aos 13 minutos, Willian foi derrubado do lado esquerdo e, na cobrança, ele mesmo mandou direto para o gol, mas a zaga desviou. No escanteio, Róger Guedes cabeceou, mas Bento ficou com a bola.

Aos 16 minutos, Vitor Roque protagonizou três lances seguidos de perigo. Primeiro, fez bela jogada pelo lado direito após falha de Raul Gustavo, mas o chute foi desviado. Pouco depois, aproveitou sobra e cabeceou na trave. E, por fim, sofreu falta perigosa na entrada da área, mas Terans pegou mal na bola e mandou para fora.

Vítor Pereira, então, mandou a campo Roni e Renato Augusto, mas o jovem volante acabou expulso, juntamente com Hugo Moura, do Furacão, em confusão que começou com Du Queiroz e Vítor Roque. Pouco depois, Róger Guedes levou cartão amarelo por falta dura.

Em lance bobo, Raul Gustavo cometeu pênalti infantil em cima de Vítor Roque, revisado pelo VAR. Na cobrança, Terans deixou tudo igual. A partida seguiu disputada, com chute travado de Roque e desvio de Guedes. Já nos acréscimos, Du Queiroz recebeu no meio e chutou, mas longe do gol.

ATHLETICO 1 x 1 CORINTHIANS


ATHLETICO
Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nicolás Hernández, Abner; Hugo Moura, Matheus Fernandes (Léo Cittadini), Terans (Erick); Cuello (Vitinho), Marcelo Cirino (Matheus Cirino); Pablo (Vitor Roque)
Técnico: Felipão

CORINTHIANS
Cássio; Gustavo Mantuan, Gil, Raul Gustavo e Lucas Piton; Du Queiroz, Cantillo (Roni) e Giuliano (Renato Augusto); Adson (Rafael Ramos), Willian (Fábio Santos) e Róger Guedes (Wesley)
Técnico: Vítor Pereira

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 15 de junho de 2022 (quarta-feira)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Rafael Ramos e Róger Guedes (Corinthians); Terans e Abner (Athletico-PR)

Cartões vermelhos: Roni (Corinthians) e Hugo Moura (Athletico-PR)

GOLS: Corinthians: Róger Guedes, aos 4min do 1ºT;  Terans (pênalti), aos 36min do 2ºT 

Compartilhe