Cruzeiro

CRUZEIRO

'Balançado' com reações de cruzeirenses, Mattos destaca trabalho vitorioso ao lado de Gilvan

Diretor de futebol pretende decidir com mais calma se continua no clube ou sai. Presidente, por sua vez, crê na permanência do manager para temporada 2015

postado em 07/12/2014 21:08 / atualizado em 08/12/2014 10:37

Rafael Arruda /Superesportes

Rodrigo Clemente/EM/D.A Press

Alexandre Mattos fica no Cruzeiro ou vai para o Palmeiras? Os pedidos de jogadores e torcedores balançaram o diretor de futebol celeste. Depois de ter o nome gritado no Mineirão na vitória sobre o Fluminense, por 2 a 1, terá tempo de esfriar a cabeça e cogitar a permanência na Toca da Raposa II no ano que vem.

Ainda na beira do gramado, Mattos provocou o ex-presidente do Atlético, Alexandre Kalil, que, ao segurar o troféu da Copa Libertadores 2013, afirmou por meio de seu perfil no Twitter ser “melhor do que mulher”. “Que me desculpe a concorrência, mas não é melhor que minha mulher de jeito nenhum”, disse, aos risos.

Ao lado do presidente Gilvan de Pinho Tavares, Mattos fez inúmeros agradecimentos e se emocionou ao falar do trabalho no Cruzeiro. Segundo ele, o mandatário só não foi eleito deputado estadual porque se preocupou exclusivamente com os interesses do clube na temporada 2014.

“Estou do lado daquele que é o responsável, daquele que é o exemplo. Não é à toa que o homem tem 50 anos de Cruzeiro, chega à presidência e consegue dois títulos como conseguiu. É um cara do bem, tem um coração maravilhoso e ama o Cruzeiro. Não foi deputado porque não pegou nem 1% da vida dele para a campanha. Eram 24 horas em prol do Cruzeiro. E nós não queremos um deputado não... bom que sobra mais tempo para o Cruzeiro”, observou Alexandre Mattos.

O diretor de futebol não confirmou se deixará o cargo no Cruzeiro. Cobiçado pelo Palmeiras, ele pretende conversar bastante com Gilvan antes de tomar qualquer decisão. Novamente vieram sucessivos elogios.

“Tenho 30, 40, 50 reuniões com ele (Gilvan) por mês. Não houve nada de anormal, nem reivindicação e nem filosofia diferente. Até porque ele quem criou a filosofia quando me convidou a vir. Existe uma gratidão enorme, de homem por um homem que montou isso tudo, que é exemplo, que juntou essa família maravilhosa. Agora, vamos analisar em relação às coisas do Cruzeiro. Não tem nada de fora do padrão. O que tem é que às vezes temos que analisar o ciclo, se acabou, coisas da carreira que podem vir a acontecer. Isso será analisado. Vamos conversar com calma durante a semana. Só aconteceu tudo isso porque houve a grande participação do presidente”, enaltece Mattos, já emocionado.

Gilvan crê em permanência de Alexandre Mattos

Por sua vez, Gilvan acredita que o dirigente permanecerá no clube para um projeto mais ambicioso em 2015: conquistar o tricampeonato da Copa Libertadores da América e quem sabe o título inédito do Mundial de Clubes.

“O Alexandre tem um coração muito grande. É cria da gente. Investimento que nós fizemos e com certeza analisará os prós e contras. Sem dúvidas, é o dirigente mais valorizado do futebol brasileiro nos últimos dois anos. E com certeza ele vai ficar no Cruzeiro. Vai ganhar mais títulos aqui. Vai me ajudar a ganhar a Libertadores e montar um grande time para o Mundial”, finaliza o presidente.

Na “gestão Mattos", o Cruzeiro contratou 40 jogadores. Ele fechou quatro das cinco aquisições mais caras da história do clube: o zagueiro Dedé (R$ 14 milhões), o atacante Willian (R$ 10,5 milhões), o zagueiro Manoel (R$ 7,5 milhões) e o atacante Dagoberto (R$ 7 milhões). A contratação de Sorín, em 2000, por R$ 9,4 milhões, integra o top5.

Nesse período, a Raposa faturou os Campeonatos Brasileiros de 2013 e 2014 e o Campeonato Mineiro de 2014. Na última sexta-feira, Alexandre Mattos chegou a se despedir de jogadores e funcionários do clube em confraternização na Toca da Raposa II. Agora, ao que parece, a situação continua em aberto.

Tags: crut