Cruzeiro

CRUZEIRO

Mattos deixa futuro em aberto no Cruzeiro: "existem situações que precisam ser ajustadas"

Diretor de futebol despista sobre saída e fala que isso não seria motivo de alarde

postado em 06/12/2014 12:44 / atualizado em 07/12/2014 11:04

Redação /Superesportes

Rodrigo Clemente/EM/D.A Press
O futuro do diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, ainda está em aberto. Com propostas, principalmente do Palmeiras, o responsável por montar o time bicampeão brasileiro, juntamente com o técnico Marcelo Oliveira, parece estar esperando algumas definições dentro do clube para concretizar a permanência em Belo Horizonte ou anunciar sua saída.

"Existem situações que precisam ser ajustadas, para estar sempre pensando em uma filosofia igual e em uma unidade dentro do clube. Se isso acontecer, as coisas vão acontecer naturalmente", disse, em entrevista à Rádio Itatiaia, na manhã deste sábado. A declaração, no entanto, deixa em aberto a continuidade no cargo que ocupou nos últimos dois anos e nove meses.

O Superesportes apurou que, além da defasagem salarial, Mattos reivindicou ao presidente Gilvan de Pinho Tavares mais liberdade na condução do departamento de futebol e valorização dos profissionais que atuam na área, além de ter dado sugestões para a modernização de outros setores do clube. Mas uma reunião com Gilvan na manhã dessa sexta-feira teria deixado claro ao diretor que o presidente está resistente em atender os pedidos, uma vez que a política do mandatário é de reduzir custos e manter os ganhos de Alexandre Mattos.

Questionado sobre o conteúdo dessa reunião, Mattos desconversou: "Reuniões com o presidente, reuniões de vários assuntos, como tive no dia de ontem, a gente sempre tem". No entanto, garantiu que nada tem a ver com os ganhos mensais. "Não estou e jamais estaria desempenhando este papel lindo, se tivesse focado em aumento salarial. Jamais teve esta situação. Não me permitiria ouvir proposta de outros clubes, exijo de atletas e agentes, antes de ouvir proposta do Cruzeiro. Existe, sim, ajustes, mas que vou tentar entender, exijo o Cruzeiro gigante", contou.

Condicionando sua permanência no Cruzeiro, Alexandre Mattos afirmou que não se deve fazer qualquer alarde em caso de saída. "Se não (ficar), não tem esse pandemônio todo. Até porque ninguém é imortal, ninguém é insubstituível, ninguém é maior que isso aqui e vai estragar qualquer planejamento que foi feito aqui. Não tenha dúvida, amo aquilo que eu faço e amo mais ainda estar aqui onde estou. E, óbvio, se um dia tiver que sair, se for semana que vem, se for daqui cinco anos, saio de cabeça erguida de estar sempre fazendo meu melhor", disse o diretor de futebol celeste.

"Com a minha permanência ou não, o Cruzeiro vai continuar sua vida e vai continuar muito forte, porque foi feita uma estrutura muito sólida. E não foi por acaso que ganhou (títulos). O Cruzeiro ganhou porque se planejou e se organizou. Não tenho dúvidas de que em 2015, 2016 e 2017 vai estar muito forte", completou Mattos, que ainda concluiu com um pedido à torcida azul: "Neste momento o foco é total no dia de amanhã. Quero convocar o torcedor. Quero falar para o torcedor sitiar Belo Horizonte, fechar BH de alegria e de muita comemoração".

Ouça a entrevista na íntegra:
Parte 1

Parte 2

Cortesia Rádio Itatiaia

{'id_site': 1, 'imagem_destaque': 'ns1/app/foto_126510467054/2014/12/05/6272/20141205204200225373i.jpg', 'id_content': 3002803L, 'url': 'https://www.mg.superesportes.com.br/app/fotos/futebol/cruzeiro/2014/12/05/galeria_cruzeiro,6272/as-contratacoes-feitas-pelo-cruzeiro-com-alexandre-mattos-na-diretoria-de-futebol.shtml', 'titulo_destaque': 'As contrata\xe7\xf5es feitas pelo Cruzeiro com Alexandre Mattos na diretoria de futebol', 'id_pk': 6272L, 'id_conteudo': 3002803L, 'id_aplicativo': 11, 'meta_type': 'foto', 'titulo': 'As contrata\xe7\xf5es feitas pelo Cruzeiro com Alexandre Mattos na diretoria de futebol', 'id_treeapp': 151, 'descricao_destaque': 'Dirigente participou ativamente das negocia\xe7\xf5es entre 2012 e 2014', 'schema': 'foto_126510467054'}

Tags: saida permanencia seriea cruzeiroec alexandremattos