Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro acerta retorno provisório de Alexandre Mattos, que irá para clube da Inglaterra ainda no primeiro semestre

Executivo se reuniu com Pedro Lourenço na noite deste domingo, em BH

postado em 05/01/2020 21:57 / atualizado em 05/01/2020 22:28

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Alexandre Mattos não será diretor de futebol do Cruzeiro, mas participará do processo de reconstrução do clube por 'gratidão'. Ele aceitou oferta do Reading, da Segunda Divisão da Inglaterra, e precisará de um período para tirar o visto de trabalho. Será justamente neste espaço de tempo, de cerca de 60 dias, que o dirigente se dedicará às funções no futebol da Raposa.

O acordo foi selado na noite deste domingo, depois de reunião entre Mattos e Pedro Lourenço, vice-presidente de futebol do Cruzeiro. O formato da negociação, no entanto, pegou de surpresa membros do Núcleo Dirigente Transitório, responsável pela administração do clube, e que se reunirá na manhã desta segunda-feira na Sede Administrativa. Saulo Fróes, presidente do grupo, esteve no encontro em Belo Horizonte.

Conforme apurou a reportagem, pesou na decisão de Mattos o fato de o Cruzeiro ter eleição presidencial marcada para meados de maio. Depois do período de trabalho do Conselho Gestor, um novo presidente assumirá, em 1º de junho, a vaga deixada por Wagner Pires de Sá, que renunciou ao mandato no último dia 19. 

A ideia do Cruzeiro, conforme noticiou inicialmente a Rádio Itatiaia, é que um segundo profissional acompanhe de perto o trabalho de Mattos para que, na saída do dirigente, o trabalho possa seguir. Mattos participará do processo de renegociação contratual de vários jogadores e buscará ajudar na montagem do grupo que disputará Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Série B do Campeoanto Brasileiro em 2020.

Ainda que de forma provisória, Mattos retorna a Belo Horizonte depois de cinco anos no comando do futebol do Palmeiras. Antes de acertar a transferência para a equipe paulista, o diretor teve passagem pelo Cruzeiro entre 2012 e 2014. Ele venceu dois Brasileiros (2013 e 2014), além de um Campeonato Mineiro (2014). 

Pelo Palmeiras, Mattos também levantou troféus. Ele participou da reestruturação do clube alviverde e foi campeão da Copa do Brasil (2015) e do Campeonato Brasileiro (2016 e 2018). Na reta final, porém, foi alvo de críticas por parte de torcidas organizadas e acabou demitido pelo presidente Maurício Galiotti em dezembro de 2019.

Reportagem atualizada às 22h23

Tags: Cruzeiro serieb interiormg Alexandre Mattos mercadobola