Cruzeiro
1

SÉRIE B

Cruzeiro cede empate ao CRB no fim, e pressão sobre técnico Enderson Moreira aumenta

Tropeço no Mineirão deixa técnico em situação cada vez mais delicada

postado em 07/09/2020 21:55 / atualizado em 08/09/2020 01:16

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)
Castigado pela falta de ousadia no ataque e por uma falha na saída de bola no fim do jogo, o Cruzeiro cedeu o empate ao CRB, nesta segunda-feira, no Mineirão, pela oitava rodada da Série B. Depois de fazer 1 a 0, aos 36min do primeiro tempo, em cabeceio de Marcelo Moreno, o time celeste se contetou em segurar o resultado até pecar em um lance em que Filipe Machado forçou o passe na defesa para Ariel Cabral, que não conseguiu dominar. A redonda sobrou limpa na grande área para o artilheiro Léo Gamalho, que chutou rasteiro no canto esquerdo de Fábio, aos 39min, e deixou tudo igual: 1 a 1.

O resultado aumentou a pressão sobre Enderson Moreira, agora com cinco jogos sem vitória na Série B (dois empates e três derrotas) e em situação cada vez mais delicada. Apesar de o presidente Sérgio Santos Rodrigues ter dado voto de confiança ao treinador, a pressão interna por bons resultados é grande, assim como a insatisfação de torcedores, que se manifestam há bastante tempo nas redes sociais e nos últimos dias organizaram protesto na porta da Toca da Raposa II.

Nas entrevistas ao término de cada rodada, Enderson bate na tecla de que o time foi bem em um dos tempos e criou mais situações gols que o oponente, porém pecou pela falta de eficiência nas finalizações. O problema é que tudo tem sido recorrente e não dá pinta de que vai mudar em curto prazo. Enquanto isso, o Cruzeiro sofre a cada duelo contra equipes dispostas a fazer uma marcação mais firme e deixa de somar pontos preciosos, tornando mais complexa a missão de retornar à primeira divisão em 2021.

Prejudicado com a punição na Fifa pelo não pagamento de 850 mil euros (cerca de R$ 5,3 milhões) ao Al Wahda-EAU, pela contratação do volante Denílson, o Cruzeiro subiu do 17º para o 16º lugar na Série B, com cinco pontos - em vantagem no número de vitórias sobre o Figueirense, primeiro clube da zona de rebaixamento à Série C. É grande a distância para o G4, que tem o Cuiabá na quarta posição, com 14, e o Paraná na liderança, com 17. Na sexta-feira, às 21h30, a Raposa enfrentará o Vitória, no Mineirão.

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)

O jogo


Vencer o CRB era de extrema importância para Enderson ganhar sobrevida no Cruzeiro. Sob intensa pressão devido à sequência de quatro partidas sem triunfo na Série B (três derrotas e um empate), o técnico fez apenas uma modificação no time que perdeu na última quarta para o Brasil-RS, por 1 a 0, em Pelotas. Com indisposição alimentar, o volante Jadsom ficou fora da partida. Filipe Machado foi o escolhido para fazer dupla com Henrique.

O primeiro tempo do Cruzeiro não foi brilhante tecnicamente, mas o time ao menos teve disposição na batalha pela posse de bola. Um dos atletas mais importantes para a manutenção desse controle no meio-campo era justamente Filipe Machado, que divide opiniões entre torcedores nas redes sociais por erros isolados, embora demonstre qualidade no passe vertical, em lançamentos e nas cobranças de falta e escanteio.

Na etapa inicial, a Raposa finalizou seis vezes, sendo duas em direção ao gol. Na primeira, aos 10min, Victor Souza fez intervenção brilhante no chute de Maurício, após corte malsucedido de Diego Torres em cruzamento de Raúl Cáceres. Na segunda, aos 36min, Filipe Machado bateu tiro de canto, Marcelo Moreno subiu na primeira trave e cabeceou forte no centro do gol: 1 a 0. Os jogadores do CRB reclamaram uma suposta falta do boliviano em Léo Gamalho.

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)

No intervalo, Enderson Moreira tirou o zagueiro Cacá e colocou Manoel. A substituição foi feita porque o camisa 14 tomou cartão amarelo aos 41min da etapa inicial. No segundo tempo, o treinador promoveu a estreia de Rafael Luiz, emprestado pelo Sport, no lugar de Maurício, além de mandar Régis na vaga de Airton. A tentativa de ataque do time se baseava em enfiadas de Machado no espaço entre zagueiros e laterais do CRB, mas quanto os pontas celestes ajeitavam a bola na linha de fundo, sempre eram bloqueados pela defesa alagoana.

Já o CRB incomodou bastante a partir dos 17min, quando Marcelo Cabo acionou Bill no lugar de Diego Torres. Emprestado pelo Flamengo, o jovem de 21 anos demonstrou muita habilidade na condução de bola pela ponta esquerda, com dribles curtos semelhantes aos praticados no futsal. Aos 26min, ele passou o pé por cima da redonda na frente de Cáceres e Rafael Luiz, abriu espaço na área e conseguiu finalizar por cobertura no travessão. Aos 38min, voltou a fazer jogada da linha de fundo e colocou a redonda na cabeça de Alisson Safira, que concluiu fraco nas mãos de Fábio.

Em meio à pressão do rival, o Cruzeiro tentava se segurar defensivamente, porém não acelerava a transição da defesa ao ataque quando recuperava a posse de bola. No fim das contas, o time sofreu as consequências de um futebol moroso. Aos 39min, Filipe Machado recebeu de Ariel Cabral, tentou devolver de primeira e forçou demais o toque, induzindo o argentino a se atrapalhar no domínio. A bola então sobrou limpa na grande área para Léo Gamalho, que soltou a bomba de pé direito no canto esquerdo, levou a melhor sobre Fábio e fez o seu 16º gol em 2020 (o quarto em três confrontos com os mineiros): 1 a 1.


CRUZEIRO 1X1 CRB


CRUZEIRO
Fábio; Raúl Cáceres, Leo, Cacá (Manoel, no intervalo) e Matheus Pereira; Henrique (Ariel Cabral, aos 30min do 2ºT) e Filipe Machado; Airton (Régis, aos 19min do 2ºT), Maurício (Rafael Luiz, aos 19min do 2ºT) e Arthur Caíke; Marcelo Moreno (Thiago, aos 34min do 2ºT)
Técnico: Enderson Moreira

CRB
Victor Sousa; Reginaldo Lopes, Reginaldo Júnior, Gum e Igor Cariús; Claudinei, Washington e Diego Torres (Bill, aos 17min do 2ºT); Magno Cruz (Felipe Menezes, aos 17min do 2ºT), Luidy (Alisson Safira, aos 35min do 2ºT) e Léo Gamalho
Técnico: Marcelo Cabo

Gols: Marcelo Moreno, aos 36min do 1ºT (Cruzeiro); Léo Gamalho, aos 39min do 2ºT (CRB)

Cartões amarelos: Marcelo Moreno, aos 37min, Cacá, aos 41min do 1ºT (Cruzeiro); Igor Cariús, aos 14min do 2ºT (CRB)

Motivo: oitava rodada da Série B

Estádio: Mineirão

Data: segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Árbitro: Heber Roberto Lopes

Assistentes: Luciano Roggenbaum e Gizeli Casaril




Tags: empate Cruzeiro tropeço serieb interiormg Mineirão Enderson Moreira CRB crbal