Cruzeiro

CRUZEIRO

Cabral, Léo e Henrique nos planos do Cruzeiro? Felipe Conceição responde

Decisão mais urgente envolve o volante argentino Ariel Cabral

postado em 31/03/2021 22:54 / atualizado em 01/04/2021 01:11

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Embora tenha se reapresentado ao Cruzeiro nesta quarta-feira, na Toca da Raposa II, após um período emprestado ao Goiás, o volante argentino Ariel Cabral, de 33 anos, ainda não sabe se atuará com a camisa celeste em 2021. O técnico Felipe Conceição esclareceu, em entrevista ao Superesportes, que a incorporação dele ao grupo nas disputas do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e da Série B depende da diretoria.

“O Ariel, primeiro, precisa ajustar o retorno dele com a diretoria, eu não tenho noção de questão salarial, de questão de dívida. Eu procuro nem saber o passado desses atletas que tiveram e têm um contrato longo com o Cruzeiro”, disse Conceição sobre a situação contratual.

O vínculo de Cabral com o Cruzeiro vai até dezembro deste ano. Atualmente, Conceição tem seis volantes à disposição e em condição de jogo: Adriano, Jadson, Lucas Ventura, Matheus Barbosa, Matheus Neris e o recém-contratado Rômulo.

Cuidadoso com as palavras, o treinador cruzeirense disse que, se a diretoria der o sinal verde para reincorporar Cabral ao elenco, assim será feito.

“O que me cabe é assim: ajustou o Ariel, foi me passado que o Ariel faz parte do elenco do Cruzeiro, aí eu vou sim dar atenção ao Ariel como tenho dado a todos os atletas, porque sei que é um patrimônio do clube e a gente tem que cuidar. Isso é o que me cabe”, enfatizou.

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)


Ariel Cabral é o estrangeiro com mais partidas pela Raposa. Ao entrar no segundo tempo da derrota por 1 a 0 para o Cuiabá, na Arena Pantanal, no dia 3 de outubro do ano passado, pela 13ª rodada da Série B, o argentino atingiu 188 jogos e se igualou ao uruguaio Arrascaeta.

No clube celeste desde agosto de 2015, o meio-campista marcou quatro gols e conquistou quatro títulos: duas Copas do Brasil, em 2017 e 2018, e dois Campeonatos Mineiros, em 2018 e 2019.

Vinculado ao Cruzeiro até dezembro, Ariel repactuou os salários em 2020 dentro do teto de R$ 150 mil. Há um acordo para que a diferença seja paga posteriormente.

Henrique e Léo


Enquanto a decisão sobre o futuro de Cabral é mais urgente, em médio prazo o Cruzeiro também terá que definir se o volante Henrique e o zagueiro Léo serão aproveitados.

Henrique, de 35 anos, se recupera na Toca da Raposa II de uma cirurgia para corrigir lesão na cartilagem do joelho direito. O procedimento foi feito em 5 de fevereiro deste ano. Por enquanto, não há previsão de retorno às atividades com bola.

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)


Vinculado ao Cruzeiro até dezembro de 2021, o camisa 8 entrou em campo pela última vez em 8 de outubro, na derrota para o Sampaio Corrêa por 2 a 1, no Mineirão, pela 14ª rodada da Série B.

Dois dias depois, ele se queixou de dores e foi liberado da concentração em Atibaia, no interior de São Paulo. O diagnóstico da lesão veio na semana seguinte. O jogador já havia passado por uma operação em 17 de outubro.

Já o zagueiro, cujo vínculo com o Cruzeiro vai até dezembro de 2022, está em Chicago, nos Estados Unidos, onde faz reabilitação de um edema ósseo no joelho direito. Os custos do tratamento fora do Brasil são arcados pelo jogador. O departamento médico celeste monitora a recuperação dele por meio de relatórios.

Léo jogou pela última vez na derrota por 3 a 1 para o CSA, em 19 de setembro, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 10ª rodada da Série B. Depois disso, ele chegou a ficar no banco de reservas no reencontro com o clube alagoano, dia 15 de dezembro, no Independência, pela 19ª rodada.

Felipe Conceição também foi cauteloso acerca do aproveitamento de Henrique e Léo no Cruzeiro no decorrer desta temporada. Segundo ele, tudo passará primeiro pela avaliação da diretoria.



"O Henrique e o Léo estão entregues ao departamento médico, então não tenho a questão do retorno deles. Ainda há a questão contratual que a diretoria vai resolver. Se tudo for resolvido e esses dois atletas estiverem à minha disposição, a gente vai trabalhar para que eles ajudem o Cruzeiro. É a minha função, é o que me cabe, e a gente tem que aproveitar para ajudar o clube o máximo possível”, disse, em entrevista ao Superesportes.

Reformulação


Felipe Conceição só destacou que é importante para o Cruzeiro passar por um processo de reformulação pensando nas próximas  temporadas. A velocidade desse processo depende, obviamente, de acordos com atletas que têm contratos em vigor.

“Esse processo do Cruzeiro ainda, de ter essa reformulação, não é de um dia para o outro. A diretoria está se esforçando para ajustar as contas, para ajustar o elenco, para que não fique também um elenco com um orçamento tão alto. Para que o clube possa sanar os salários daqui pra frente e também as dívidas. É um peso muito grande e não sou eu que vou resolver essas questões financeiras em termos de negociação. Cabe à diretoria. E a gente está ali para ajudar o Cruzeiro como um todo, não só dentro de campo”, concluiu.

Números históricos


Henrique soma 524 partidas pelo Cruzeiro e é oitavo jogador que mais jogou pelo clube. Além disso, conta com dois títulos brasileiros (2013 e 2014), duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e seis campeonatos mineiros (2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019). 

No Cruzeiro há mais de dez anos, Léo disputou 401 jogos e marcou 22 gols. Ele é o terceiro maior zagueiro-artilheiro, abaixo de Cris (25 gols em 260 jogos) e Geraldão (30 gols em 170 jogos). O atleta conquistou oito troféus na Toca: quatro do Mineiro (2011, 2014, 2018 e 2019), dois da Copa do Brasil (2017 e 2018) e dois do Brasileiro (2013 e 2014).

Leia, assista ou ouça nesta quinta-feira, no Superesportes, a entrevista completa com Felipe Conceição!

Tags: técnico entrevista henrique leo cabral serieb mercadobola felipe conceição goiasec