Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro: diretor explica que saída de Manoel é para evitar 'bola de neve'

'A gente não pode dar um passo tão grande, senão o Cruzeiro continuará a enfrentar o que está enfrentando nesses anos recentes', justificou André Mazzuco

postado em 14/04/2021 09:23

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

Diretor de futebol do Cruzeiro, André Mazzuco deu mais detalhes sobre a saída do zagueiro Manoel para o Fluminense. O defensor de 31 anos rescindiu contrato com o clube celeste (que valia até junho) para aceitar uma proposta financeira melhor no Rio de Janeiro.

Segundo o dirigente, o Cruzeiro não tinha condições de competir com a oferta tricolor. Mazzuco afirmou que, se topasse pagar salários equiparados aos apresentados pelo Fluminense, o clube mineiro correria o risco de se manter numa "bola de neve" financeira.

"Chegou a um ponto em que a gente não pode, hoje, fazer mais do que o nosso poderio (financeiro), senão a gente vai continuar com o Cruzeiro numa bola de neve. Não só com o Manoel, isso vale para todos os casos", justificou Mazzuco, em entrevista nessa terça-feira ao jornalista Jorge Nicola, do Canal do Nicola, no YouTube.

Ao longo da resposta, o diretor celeste rasgou elogios ao desempenho de Manoel em campo e fora dele. Porém, reforçou a posição já divulgada oficialmente pelo clube por meio de nota: não seria possível mantê-lo no elenco pelos valores pedidos.

"O Manoel fez o papel dele, a gente agradece. Mas chega um momento em que a gente precisa preservar o nosso cenário. A gente não pode dar um passo tão grande, senão o Cruzeiro continuará a enfrentar o que está enfrentando nesses anos recentes", disse.


Extracampo

Mazzuco aproveitou para agradecer Manoel pelo papel importante exercido especialmente na Série B do Campeonato Brasileiro na temporada 2020, mas reforçou a relevância do defensor na evolução de dois jovens zagueiros: Paulo, de 19 anos, e Weverton, de 21.

"Fico muito feliz por toda contribuição que o Manoel nos deu, desejo sucesso demais a ele. É um cara espetacular, que ajudou muito o Cruzeiro em todo o período em que esteve aqui. E também ajudou a formar a nova geração, ajudou muito com o Paulo, com o Weverton, que entrou e jogou", disse.

Manoel deixa a Toca da Raposa II depois de quase sete anos. Ele foi adquirido ao Athletico-PR por mais de R$7 milhões, em junho de 2014, e desde então conquistou quatro títulos: um Brasileiro (2014), duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e um Mineiro (2018).

Em duas ocasiões, Manoel foi emprestado pelo clube: a primeira ao Corinthians, em 2019, e a segunda ao Trabzonspor, da Turquia, no início de 2020. Quando regressou à Toca, em agosto, concordou em disputar a Série B e teve boas atuações individuais ao contabilizar cinco gols em 26 partidas. A Raposa encerrou a competição em 11º lugar, com 49 pontos.

No último fim de semana, o zagueiro topou se transferir para o Fluminense. Por isso, pediu para não jogar o clássico contra o Atlético no domingo, que terminou com vitória celeste por 1 a 0. Weverton foi escalado na vaga e formou dupla com Ramon.

Tags: cruzeiro manoel cruzeiroec fluminenserj mercadobola mazzuco andre mazzuco