Ponte Preta

AMÉRICA

América faz valer superioridade numérica contra a Ponte Preta e encerra sequência sem vitórias

Coelho bateu a Macaca por 1 a 0, em Campinas, nesta terça-feira

postado em 30/07/2019 22:23 / atualizado em 30/07/2019 23:56

<i>(Foto: Estevão Germano/América)</i>
O América fez valer a superioridade numérica e encerrou uma sequência de cinco jogos sem vitórias na Série B. O Coelho bateu a Ponte Preta por 1 a 0, no Moisés Lucarelli, na noite desta terça-feira, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O América chegou a dez pontos, mas, mas mesmo com a vitória, não conseguiu deixar a lanterna da competição.


A Ponte jogou boa parte do segundo tempo com dois jogadores a menos. Gérson Magrão recebeu o segundo amarelo e deixou o gramado aos 24 minutos da etapa final. Aos 34', Mateus Vargas levou o vermelho direto após um forte carrinho em Júnior Viçosa.

O Coelho soube aproveitar a situação e, aos 44' do segundo tempo, Felipe Azevedo estufou as redes do bom goleiro Ivan, levando o América à sua segunda vitória na competição. O Coelho não vencia desde a sétima rodada, quando bateu o CRB por 3 a 1, em Maceió.

Os jogadores que enfrentaram a Ponte Preta treinam na manhã desta quarta-feira, em Campinas. À tarde, a equipe viaja direto para Curitiba, onde treinará pelo restante da semana, antes de enfrentar o Paraná, 5º colocado da Série B, com 22 pontos. A partida será no sábado, às 17h, no Durival de Brito.

De cara, um susto!


Aos 30 segundos de jogo, um susto para a torcida americana. O atacante Roger, da Ponte Preta, bateu para o gol de perna direita. Paulão deu um carrinho em direção à bola, que explodiu no corpo do zagueiro. Imediatamente, o juiz apitou e apontou para a marca da cal, indicando que a bola teria tocado no braço de Paulão.

Jogadores de ambas as equipes foram para cima do árbitro Daniel Nobre Bins, que após uma conversa com o assistente, voltou atrás e devolveu a posse de bola ao América.

Durante os primeiros minutos de partida, o América teve dificuldade para criar jogadas. O trio ofensivo formado por Matheusinho, Felipe Azevedo e Jonatas Belusso tiveram pouca participação na partida.

O time da casa tomou a iniciativa da partida e o goleiro Jori foi obrigado a trabalhar, variando entre algumas intervenções precisas e outras um tanto atabalhoadas.

A primeira vez que o Coelho levou perigo ao gol da Macaca foi aos 15', numa finalização de Willian Maranhão. O volante bateu rasteiro de pé canhoto, de fora da área, e a bola passou próximo à trave esquerda de Ivan.

Na segunda metade do primeiro tempo, o Coelho foi mais agressivo. Aos 24’, o América teve uma ótima oportunidade de abrir o marcador no Moisés Lucarelli. Jonatas Belusso recebeu um cruzamento da esquerda dentro da pequena área e desviou para o gol. O goleiro alvinegro fez ótima defesa à queima roupa e evitou o gol americano.

Logo em seguida, Belusso ganhou no corpo do zagueiro Renan Fonseca e chutou de pé direito, de fora da área. Ivan espalmou para escanteio.

Ainda no primeiro tempo, mais uma polêmica de arbitragem. Diego Renan fez jogada pela ponta esquerda cruzou rasteiro da linha de fundo. João Paulo cortou de carrinho e a bola tocou na mão do lateral americano. O árbitro interpretou que o braço de João Paulo estava servindo de apoio, junto ao chão, e mandou o lance seguir. Sem gols no primeiro tempo.

Cartões vermelhos e bola na rede


Os times voltaram para o gramado do ‘Majestoso’ sem alterações. E a tônica da partida também não se modificou. A Ponte seguiu sendo mais incisiva nos minutos iniciais, porém sem conseguir furar a barreira americana.

O América chegou a levar perigo, principalmente em chutes de fora da área. Mas o goleiro Ivan, em noite inspirada, fazia ótimas defesas.

Aos 12’, o técnico Jorginho fez logo duas modificações. O atacante Marcondele deu lugar a
Tiago Marques e o meia Camilo deu lugar a Tiago Real. Entretanto, as alterações não surtiram o efeito desejado pelo treinador tetracampeão do mundo com a Seleção Brasileira em 1994.

Aos 24’, Gérson Magrão, que havia sido amarelado no primeiro tempo, parou um ataque americano com falta e recebeu o segundo amarelo, indo para o chuveiro mais cedo.

Com um a mais, o Coelho foi para cima. Em uma cobrança de escanteio, Paulão subiu muito e testou forte para o chão. Mais uma vez, Ivan salvou a Ponte, com uma defesa à la Gordon Banks contra Pelé na Copa de 1970, tirando a bola com as mãos, próximo ao chão, em cima da linha do gol.

Felipe Conceição também mexeu duas vezes, colocando Júnior Viçosa no lugar de Jonatas Belusso e Rafael Bilu no lugar de Matheusinho.

Quando o cronômerto marcava 34 minutos, o meia Mateus Vargas, da Ponte, deu um forte carrinho nas pernas de Júnior Viçosa e tomou o cartão vermelho direto.

Com dois a mais, Felipe Conceição resolveu arriscar mais, tirando o volante Maranhão para mandar a campo Marcelo Toscano. Na primeira participação do atacante, ele cobrou falta com força, mas a bola saiu à direita da meta de Ivan.

Aos 39’, num cruzamento na área americana, a bola tocou na mão de Felipe Azevedo. Os jogadores da Ponte Preta pediram pênalti, mas a arbitragem entendeu o lance como normal. 

Somente no fim da partida, o América conseguiu fazer valer a superioridade numérica. Marcelo Toscano criou pela esquerda e Felipe Azevedo finalizou de perna esquerda para o fundo das redes, finalmente conseguindo vencer o goleiro Ivan. A bola atingiu o ângulo direito, dando números finais ao jogo. América 1 a 0

PONTE PRETA 0 X 1 AMÉRICA

 
PONTE PRETA
Ivan; Diego Renan, Renan Fonseca, Airton e Guilherme Guedes; Édson, Camilo (Tiago Real, 12'/1ºT), Gérson Magrão e Matheus Vargas; Marcondele (Tiago Marques, 12’/2ºT) e Roger (Alex Maranhão, 29’/2ºT). Técnico: Jorginho.
 
AMÉRICA
Jori; Diego Ferreira, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Zé Ricardo, Willian Maranhão (Marcelo Toscano, 35’/2ºT), Juninho e Matheusinho (Rafael Bilu, 32’/2ºT); Felipe Azevedo e Jonatas Belusso (Júnior Viçosa 29’/2ºT). Técnico: Felipe Conceição. 
 
Gols: Felipe Azevedo (44'/2ºT)
 
Cartões amarelos: Ponte Preta - Tiago Marques (21’/2ºT), Edson (39’/2ºT); América - Ricardo Silva (28’/2ºT).
 
Cartões vermelhos: Gérson Magrão (24’/2ºT) e Mateus Vargas (34', 2º T)
 
Motivo: 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
 
Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas-SP
 
Data: terça-feira, 30 de julho de 2019
 
Horário: 20h30
 
Público: 3.331
 
Renda: R$ 31.630,00
 
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
 
Assistentes: Fabrício Lima Baseggio (RS) e Gustavo Marin Schier (RS)



Tags: futnacional coelho interiormg pontepretasp americamg serieb