MMA

UFC

GSP revela desejo de enfrentar Khabib no UFC, mas descarta Kamaru

Canadense elogia russo e rechaça superluta contra nigeriano

postado em 24/07/2020 09:03

(Foto: Reprodução)

O nome de Georges St-Pierre voltou à mídia especializada no MMA depois que o campeão dos meio-médios (77kg), Kamaru Usman, evidenciou o desejo de enfrentar o canadense, maior vencedor da divisão, dono do cinturão entre 2006 e 2013, com nove defesas de título. Mas GSP não se mostrou muito empolgado com a superluta almejada pelo nigeriano no UFC. O astro de Quebec, também chamado de Rush, mirou o alvo em outro atleta no topo do Ultimate: o russo Khabib Nurmagomedov.

GSP elogiou Khabib, campeão peso leve (70kg), e admitiu que gostaria de enfrentar o russo. Já em relação a Kamaru Usman, o canadense rechaçou qualquer possibilidade de uma superluta no octógono. Georges St-Pierre teve o nome indicado para o Hall da Fama do UFC e está aposentado desde que ganhou o cinturão peso médio (84kg), em novembro de 2017, ao finalizar o inglês Michael Bisping com mata-leão, em Nova York.

O canadense ‘encheu a bola’ de Khabib ao comentar sobre o estilo dominante do russo no octógono. Além disso, a invencibilidade do campeão peso leve (ganhou as 28 lutas como profissional) é outro ponto que o motiva a pensar em uma superluta. “Um lutador quer lutar com o cara que parece invencível, um cara que parece ser o lutador perfeito, que é imbatível. Ele tem uma aura de invencibilidade, então, se eu fizer isso (vencê-lo), vou ser o primeiro. Não é uma questão de dinheiro, e sim de glória, de auto realização, para ficar na história”, disse GSP ao podcast MMA Trufan.

NIGERIANO ‘NÃO VALE A PENA’

Em relação ao desafio lançado por Kamaru Usman para uma superluta no UFC, GSP não mostrou a mesma empolgação. O canadense, de 38 anos, considera que não se sentiria motivado a ter um camp de preparação para enfrentar o nigeriano. “Eu acho que é melhor eu continuar aposentado. Não vale a pena para mim. Às vezes eu me sinto confiante, penso que posso vencer os caras, mas depois me questiono se vale a pena fazer um camp pesado, me colocar na prisão, me preparar para o inferno...E respondo que não, não quero”, declarou o ex-campeão ao site TMZ Sports.

Aos 38 anos, Georges St-Pierre deixou transparecer que só voltaria a lutar se tivesse interesse real de enfrentar um adversário, já que ele se disse bem resolvido no lado financeiro. “Eu fiz isso por um longo tempo e infelizmente existem muitos caras que se aposentam muito tarde e eu não quer ser um desses caras. Tenho muita sorte, sou saudável, que é o mais importante, sou rico. Eu saí na hora certa, ganhei muito dinheiro e acho que os problemas são quando eu amadureci e calculei os prós e os contras. É melhor que eu permaneça aposentado”, comentou. 

Tags: canadense cinturão superluta UFC GSP khabib nurmagomedov georges st-pierre kamaru usman Rush