América

AMÉRICA

Lisca vê o América mais maduro com a chegada de reforços para Série B

Treinador diz que grupo paga por falta de experiência em alguns momentos

postado em 15/08/2020 11:02 / atualizado em 15/08/2020 14:49

(Foto: Mourão Panda/América)

A chegada de reforços para a sequência do América na Série B do Campeonato Brasileiro deixou o técnico Lisca animado não só pelo fato de ganhar mais opções para montar a equipe. Ele disse que o Coelho precisava de jogadores mais ‘cascudos’ e experientes para dar suporte a jovens como o armador Matheusinho, o volante Flávio e o atacante Vitão, entre outros oriundos da base. 

O América contratou o goleiro Matheus Cavichioli, que já estreou no empate (1 a 1) diante do Operário-PR, no Independência, além do lateral-direito Daniel Borges, que veio do Mirassol, e o atacante Calyson, ex-São Caetano. Os dois últimos tiveram o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) e ganharam condição de jogo.

Lisca considera que o grupo ganhará não só em qualidade, mas também maturidade com a chegada dos reforços. Ele disse que os tropeços contra Cuiabá (derrota por 1 a 0) e, principalmente, Operário-PR evidenciaram falta de malícia do América em alguns momentos. Com os reforços, o comandante vê a possibilidade de mesclar a equipe para dar confiança aos mais jovens. 
 

“Sempre é importante o grupo ser qualificado, ganhar mais opções. Temos um grupo bem jovem, uma base forte de meninos, mas a gente carece um pouco mais de experiência, pois a Série B é uma competição muito matreira. E contra o Operário isso foi um exemplo, jogadores experientes do Operário, que cozinharam o jogo, não tiveram muitas chances de gol, mas acreditaram até o fim. O nosso time controlou bem, mas não teve experiência para segurar a bola no campo ofensivo, cavar uma faltinha e não dar essa possibilidade na última bola”, observou o técnico. 

Tags: reforços américa coelho serieb interiormg lisca