América

AMÉRICA

Cavichioli vê dificuldade em confronto do América com a Ponte Preta e destaca importância de premiação da Copa do Brasil

Coelho poderá garantir prêmio milionário caso avance na competição nacional

postado em 13/09/2020 16:11

(Foto: João Zebral / América)

Em busca da classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, o América terá pela frente a Ponte Preta, adversária desta quarta-feira, às 19h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O goleiro Matheus Cavichioli avaliou a dificuldade do primeiro confronto da quarta fase da competição e a importância da classificação para a saúde financeira do clube.

Coelho e Macaca se encontrarão pela segunda vez na temporada. No primeiro jogo, na rodada de abertura da Série B do Campeonato Brasileiro, o time alviverde venceu por 1 a 0, no interior paulista. Por terem se enfrentado recentemente, Cavichioli vê dificuldade na partida desta quarta, mas destaca empenho em construir um bom resultado fora de casa e encaminhar a classificação.

“Agora eles já nos conhecem melhor. A gente, em contrapartida, os conhece melhor também. Então, é acertamos o que precisamos nesses dias que antecedem o jogo para chegarmos lá o mais preparados possível. Será um jogo bem complicado, bem difícil, mas vamos, de todo jeito, tentar impor nosso ritmo, nossa maneira de jogar, nosso padrão de jogo, para chegar lá e fazer o que for preciso e necessário, se possível um pouco mais, para conseguir um bom resultado fora de casa”, disse o goleiro.

Como a equipe mineira fará o primeiro jogo do confronto fora de casa, Matheus Cavichioli acha que o grupo deve se inspirar nas boas atuações diante do Cruzeiro (2 a 1, no Mineirão) e Paraná, (1 a 0, no Durival Britto), pela Segundona.

“São dois jogos que temos que pegar como exemplo, corrigir o que for preciso, pois sempre tem alguma coisinha para melhorarmos, mas usar com exemplo positivo e levar, não só para o jogo em Campinas, mas para o decorrer das duas competições”, completou.

Além da Série B, o América tem a Copa do Brasil como prioridade nesta temporada. Isso porque, ao avançar de fase, garante uma premiação, fator importante para a saúde financeira do clube. Caso chegue às oitavas de final, o América ganhará R$ 2,6 milhões.

“É um campeonato à parte, um cenário diferente. Muda-se completamente todas as situações, a própria bola é diferente do Campeonato Brasileiro. E, sem falar, é claro, que é impossível não pensar em uma classificação e no valor (de premiação) que vem para o clube para ajudar no restante do ano, além das próprias pretensões individuais de cada um”, concluiu.

Preparação


Na manhã deste domingo, no CT Lanna Drumond, Lisca e comissão técnica comandaram um treino tático, ajustando o posicionamento da equipe e variações de criações ofensivas. Matheusinho, com um estiramento na coxa direita, continua em tratamento no departamento médico do América, assim como Ademir, Felipe Augusto, Felipe Azevedo e Geovane.

Tags: serieb americamg interiormg futnacional