América

AMÉRICA

Calyson admite dificuldade do América na briga pelo título da Série B

Coelho chegou ao quarto empate consecutivo nos últimos cinco jogos da Segunda Divisão

postado em 23/01/2021 18:39 / atualizado em 23/01/2021 18:52

(Foto: Mourão Panda/América)
 
O América chegou ao quarto empate seguido na Série B do Campeonato Brasileiro e viu a briga pelo título da competição ficar mais difícil. Acionado por Lisca durante o segundo tempo da igualdade sem gols com o Confiança, o atacante Calyson admitiu a dificuldade em conquistar o tricampeonato, mas exaltou o grupo pelo bom desempenho na temporada 2020/21. 
 
“A gente queria o resultado positivo, os três pontos, infelizmente não aconteceu. A gente sabe que está um pouco difícil para o título, mas a gente tem que enaltecer a temporada que fizemos. O grupo está de parabéns. Lutamos e vamos continuar lutando. Sabemos que ficou um pouquinho difícil, mas é isso aí. O primeiro objetivo foi alcançado, que era o acesso, agora é secar a Chapecoense para ver o que acontece. De qualquer forma, o grupo está de parabéns pelo que apresentou nesta temporada”, avaliou.
 
 
 
Com o resultado, o América chegou aos 70 pontos e permaneceu na vice-liderança da Série B. A Chapecoense tem a mesma pontuação, mas tem vantagem nos critérios de desempate. O time catarinense entrará em campo contra o Operário-PR nesta segunda-feira, às 17h, em Ponta Grossa. O Coelho precisa torcer por um tropeço do Verdão do Oeste para levar a briga pelo troféu para a última rodada da Segundona. 
 
Na 38ª rodada, o América encara o Avaí na próxima sexta-feira (29), às 21h30, no Independência, na capital mineira. No mesmo dia e horário, a Chape receberá o Confiança na Arena Condá, em Chapecó. 
 

Confusão após o jogo?

 
Após o apito final, Marcelo Toscano e Ademir se desentenderam na saída do gramado. As imagens do canal Premiere, da TV Globo, mostraram uma pequena discussão entre os dois jogadores do Coelho, que terminou com o meia-atacante sendo contido por Daniel Borges. 
 
Questionado sobre o princípio de briga, Calyson minimizou o fato e chamou a atenção da arbitragem. Aos cinco minutos do 2ºT,  Ademir entrou na pequena área e foi empurrado nas costas pelo zagueiro Nirley, mas o juiz Paulo Roberto Alves Júnior não assinalou a penalidade máxima.
 
“Não vi não (princípio de confusão entre Toscano e Ademir). O juiz complicou o jogo. Tivemos um pênalti ali, se não me engano, claro. Ele acabou não marcando. Mas essa discussão é normal, de quem quer vencer. É super natural num grupo de futebol. Fica em campo. Chega no vestiário, todo mundo é amigo e morre aqui dentro de campo”, completou Calyson.

Tags: serieb americamg interiormg calyson