Atlético

ATLÉTICO

Grêmio bloqueia dinheiro de Pratto na Justiça para obrigar Atlético a pagar dívida

Clube gaúcho questiona valor superior a R$ 10 mi por venda de Victor

postado em 13/02/2017 22:47 / atualizado em 14/02/2017 10:34

Bruno Cantini/Atlético
O Grêmio conseguiu na Justiça o bloqueio de parte do dinheiro da venda do atacante Lucas Pratto, do Atlético para o São Paulo. A ação proposta pelo clube gaúcho visa receber o equivalente à negociação do goleiro Victor com o Galo, em junho de 2012. No despacho do TJRS, fica deferido que o Tricolor Paulista deve depositar cerca de R$ 10,5 mi em uma conta do órgão.

“O Grêmio tem boas relações (com os mineiros), mas o Atlético se nega (a pagar). O Grêmio se dispôs a parcelar, e eles se negam a pagar o Grêmio. Não restou outra alternativa senão tomar essa medida, mas é necessário que o São Paulo seja notificado”, disse o diretor jurídico do Grêmio, Nestor Hein, ao Zero Hora.

“O Atlético não foi notificado. É estranho que há uma impugnação feita pelo Atlético, que tem que haver uma compensação em relação ao Werley. Então esse bloqueio, se de fato foi determinado, o Atlético vai interpor recurso e esperamos que seja acolhido”, comentou o diretor jurídico doclube mineiro, Lásaro Cunha, ao Superesportes.

Em 2012, o Atlético desembolsou 3 milhões de euros (cerca de R$ 7,6 milhões à época) e ainda repassou ao Grêmio 50% dos direitos econômicos do zagueiro Werley. Em entrevista ao Superesportes, o diretor jurídico do Grêmio, Nestor Hein, revelou que a dívida já supera os R$ 10 milhões, por ser corrigida diariamente.

No despacho do juiz Mauro Caum Gonçalves, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, o julgador rejeita a defesa do Atlético em oferecer penhora de bens. “Acolho as razões expendidas pelo exequente (…), em especial a de que o imóvel oferecido à penhora pelo devedor possui restrições anteriores, mandadas anotar pela Fazenda Nacional, o que retira a atratividade sobre o imóvel indicado e rejeito a mencionada nomeação de bens.”

O magistrado deferiu o pedido do Grêmio e destacou um ofício ao São Paulo para que não efetue o pagamento ao Atlético e, sim, “transfira eventual crédito deste, até o montante de R$ 10.508.626,19.”

O Atlético anunciou que vendeu 50% dos direitos econômicos de Lucas Pratto ao São Paulo por cerca de 6,2 milhões de euros (R$ 20,6 milhões). O Galo ainda manteve os outros 50% e deve repassar ao Vélez Sarsfield 20% do lucro sobre a negociação.

Em entrevista coletiva antes da partida contra o Joinville, na última quinta-feira, o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, afirmou que o valor recebido pela  negociação de Pratto é o segundo maior da história do clube – a transação mais vultosa foi a do atacante Bernard ao Shakhtar Donetsk, por 25 de milhões de euros (R$ 77 milhões).

Tags: atlético galo gremiors justiça divida victor bloqueio dinheiro pratto saopaulosp