Atlético

ATLÉTICO

Oposição do Atlético garante que conseguirá inscrever chapa; candidato fala em Cuca

Provável adversário de Sergio Sette Câmara, Fabiano Ferreira se mostra confiante para eleição presidencial do clube alvinegro

postado em 14/11/2017 17:17 / atualizado em 14/11/2017 17:19

Marcos Michelin/EM/D.A. Press
'Azarão' na disputa presidencial do Atlético, o opositor Fabiano Ferreira garante: conseguirá as 50 assinaturas de conselheiros necessárias para concorrer no pleito de 11 de dezembro. Ao Superesportes, o empresário disse que a situação está ‘praticamente solucionada’. O prazo para inscrever a chapa vai até o próximo dia 27.

“Está praticamente solucionado já. Nem divulgamos correspondência para conselheiros ainda. Vamos ter assinaturas com muita folga. Minha candidatura nasceu a pedido de vários grupos de conselheiros. Já vínhamos nos reunindo há muito tempo. Essa questão das assinaturas não é obstáculo nenhum”, afirmou.

Fabiano Ferreira é conselheiro benemérito do Atlético. Após a desistência de Fred Couto, o empresário se tornou o único representante da oposição a pleitear o cargo máximo da administração do clube. A chapa ainda terá Antônio Silva Passos como candidato à vice-presidência.

O favorito a vencer a disputa é o vice do Conselho Deliberativo, Sergio Sette Câmara. O advogado encabeçará a chapa ‘Unidos pelo Galo’ ao lado do diretor jurídico Lásaro Cândido da Cunha. A dupla tem o apoio do atual mandatário Daniel Nepomuceno e do ex-presidente do Atlético e atual prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil.

Planejamento e técnico

Assim como Sergio Sette Câmara, a oposição também se movimenta para estruturar os próximos três anos do Atlético em caso de vitória na eleição. Nomes para diretorias já foram convidados.

“Não falo em nomes, porque acho que estaria desrespeitando o candidato. Estou planejando, claro que temos nomes, vários. Já pensamos no futebol, no técnico, a questão de futuro”, disse Fabiano Ferreira.

O pré-candidato da oposição, inclusive, já tem um favorito para o cargo de treinador. Apesar de gostar do trabalho de Oswaldo de Oliveira, Fabiano Ferreira sonha em levar Cuca ao Atlético novamente. O comandante conquistou a Copa Libertadores de 2013 pelo clube, além do bicampeonato mineiro.

O problema é que Cuca tem patamar salarial mais alto do que a média dos principais treinadores do futebol brasileiro. O Atlético, por outro lado, planeja cortar em 20% os gastos com ‘pessoal’ e ‘encargos sociais’ em 2018. Questionado sobre isso, Fabiano Ferreira se defendeu.

“Acho que ‘gasto’ é com profissional que não produzirá resultado. O Ronaldinho veio ganhando fortuna, mas deu lucro para o Atlético”, disse.

A eleição

Os pouco mais de 400 conselheiros do Atlético se reunirão no dia 11 de dezembro para definir o presidente do clube nos próximos três anos. A votação ocorrerá no auditório Elias Kalil, na sede administrativa, no bairro de Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Tags: fabiano ferreira sergio sette camara atleticomg interiormg futnacional seriea galo