Atlético

ATLÉTICO

Atlético e Copa Sul-Americana: histórico tem protesto, eliminações precoces, algozes marcantes e 'desprezo' do presidente

Time alvinegro tem chance de escrever nova página na história da competição

postado em 08/05/2019 06:30 / atualizado em 08/05/2019 00:01

<i>(Foto: EM/D.A Press)</i>
Eliminado da Copa Libertadores, o Atlético ainda terá a chance de conquistar uma competição internacional em 2019. Por ter terminado o Grupo E na terceira colocação, o time alvinegro terá a chance de disputar a Copa Sul-Americana a partir da segunda fase. Será a oitava vez que o clube participará do torneio. E o retrospecto não é lá dos melhores… Veja a seguir:

2003

Times brasileiros passaram a jogar a Sul-Americana em 2003, na segunda edição do torneio. À época, o formato de disputa era bem diferente. Antes de enfrentar adversários de outros países, as equipes nacionais se encaravam em uma espécie de fase preliminar.

Naquele ano, o Atlético participou de um grupo com Corinthians e Fluminense. O time mineiro bateu os paulistas em São Paulo por 2 a 0, mas perdeu pelo mesmo placar para os cariocas em pleno Mineirão e foi eliminado. A única vaga da chave na etapa seguinte da competição ficou com o Tricolor, que ganhou os dois jogos.

A derrota por 2 a 0 para o Fluminense em Belo Horizonte gerou protestos de torcedores nas arquibancadas do Mineirão. Em meio a tudo isso, o goleiro Eduardo reagiu e fez gesto obsceno na direção da torcida.

<i>(Foto: Jorge Gontijo/EM/D.A Press)</i>

<i>(Foto: Jorge Gontijo/EM/D.A Press)</i>
 

2004

O Atlético voltou a disputar a Sul-Americana na temporada seguinte. A partir de 2004, o formato da competição previa confrontos mata-mata desde a primeira fase. O time alvinegro enfrentou o Goiás, que viria a se tornar um algoz recorrente no torneio.

Na partida de ida, a equipe goiana venceu em casa por 4 a 2. Na volta, empate por 1 a 1 no Independência, que eliminou o Atlético já na primeira fase.

<i>(Foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)</i>

2008

Após três anos de ausência, o Atlético voltou à Sul-Americana em 2008. E, assim como nas edições anteriores, o time mineiro não foi muito longe. A equipe foi eliminada pelo Botafogo ainda na primeira fase.

Na partida de ida, os cariocas venceram por 3 a 1 no Rio de Janeiro. Na volta, no Mineirão, novo triunfo do Botafogo: 5 a 2.

2009

Na temporada seguinte, o Goiás voltou a ser adversário do Atlético na primeira fase. Após dois empates por 1 a 1, o time goiano venceu nos pênaltis e avançou.

2010

<i>(Foto: Jorge Gontijo/EM/D.A Press)</i>
A primeira vez que o Atlético avançou na Sul-Americana foi em 2010. A equipe alvinegra eliminou o Grêmio Prudente na primeira fase, após empate por 0 a 0 e vitória por 1 a 0.

Nas oitavas de final, o adversário foi o Independiente Santa Fe-COL. O Atlético venceu o jogo de ida por 2 a 0, perdeu a volta por 1 a 0 e avançou às quartas de final. E parou por aí. O time alvinegro enfrentou o Palmeiras e, após empate por 1 a 1 e derrota por 2 a 0, foi eliminado.

2011

Em 2011, o reencontro com um algoz: o Botafogo, que já havia eliminado o Atlético da Sul-Americana de 2008. Após três anos, a história não foi muito diferente. O time carioca venceu as duas partidas (2 a 1 e 1 a 0) e avançou para a segunda fase.

2018

Em 2012, o Atlético não jogou a competição. Entre 2013 e 2017, disputou a Libertadores - o que, no período, impedia equipes brasileiras de jogarem a Sul-Americana. O retorno à segunda principal competição continental foi em 2018.

E foi um ano marcante para o Atlético na Sul-Americana. Mas não pelo desempenho em campo. Em jogo, o time foi novamente eliminado na primeira fase, após derrota por 1 a 0 e empate sem gols contra o San Lorenzo-ARG.

A edição de 2018 ficou marcada, na verdade, por uma polêmica declaração do presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara. O mandatário chamou a Copa Sul-Americana de ‘Segunda Divisão da Libertadores’.

“Eu acho que a Copa Sul-Americana é a segunda divisão da Libertadores da América. É assim que eu enxergo, né? Se ela tivesse esse valor muito grande, as duas copas que o Atlético ganhou da Conmebol teriam mais valor do que na verdade têm”, disse à Fox Sports, em 9 de maio de 2018, logo após a eliminação em casa para o San Lorenzo-ARG. Naquela partida o Atlético utilizou uma equipe reserva, com o objetivo de priorizar a disputa do Campeonato Brasileiro.

<i>(Foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)</i>

2019

Nesta temporada, o Atlético tem a chance de mudar a história de insucessos na competição. O time alvinegro inicia a Sul-Americana já na segunda fase e espera sorteio para conhecer o adversário.

O sorteio está marcado para a próxima segunda-feira, na sede da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), em Luque, no Paraguai. No evento, já será definido o chaveamento para todas as fases subsequentes da competição. A partir das oitavas de final, todos os times podem se enfrentar.

Os jogos da segunda fase ainda não têm datas e horários definidos. Segundo calendário divulgado pela Conmebol, as partidas de ida serão distribuídas entre os dias 21, 22 e 23 de maio. Os duelos de volta serão na semana seguinte, entre os dias 28, 29 e 30.

Possíveis adversários

Integrante do pote 1 do sorteio da Sul-Americana, o Atlético só poderá enfrentar equipes do pote 2. A Conmebol ainda não divulgou as equipes que integram cada pote. Afinal, ainda há um classificado indefinido. Argentinos Juniors-ARG e Estudiantes de Mérida-VEN fazem o jogo de volta da primeira fase da Sul-Americana nesta quarta-feira, às 17h, no Estádio Metropolitano de Mérida, na Venezuela. Na ida, triunfo argentino por 2 a 0.

Apesar da indefinição, é possível fazer uma espécie de previsão sobre quais equipes podem integrar cada pote a partir da situação de momento. É possível que o Argentinos Juniors-ARG integre o pote 1, em caso de vitória ou até mesmo de empate contra o Estudiantes de Mérida-VEN. Se isso ocorrer, o Deportivo Santaní-PAR passaria a integrar o pote 2 e se tornaria potencial adversário do Atlético já na segunda fase. Veja a seguir:

Pote 1

Atlético Nacional-COL (pelo ranking entre os eliminados na terceira fase da Copa Libertadores)
Caracas-VEN (pelo ranking entre os eliminados na terceira fase da Copa Libertadores)
Atlético (terceiro colocado na fase de grupos da Libertadores)
Palestino-CHI (terceiro colocado na fase de grupos da Libertadores)

Demais terceiros colocados na fase de grupos da Libertadores:

Grupo B: Emelec-EQU ou Deportivo Lara-VEN (definição nesta quarta-feira)
Grupo C: Godoy Cruz-ARG, Universidad Concepción-CHI ou Sporting Cristal-PER (definição nesta quinta-feira)
Grupo D: Flamengo, Peñarol-URU, LDU-EQU ou San José-BOL (definição nesta quarta-feira)
Grupo F: Junior-COL ou Melgar-CHI (definição nesta quarta-feira)
Grupo G: Boca Juniors-ARG, Tolima-COL ou Jorge Wilstermann-BOL (definição nesta quinta-feira)
Grupo H: Grêmio ou Universidad Católica-CHI (definição nesta quarta-feira)

Melhores performances (até o momento) na primeira fase da Copa Sul-Americana:

Colón-ARG
Independiente-ARG
Deportivo Macará-EQU
Botafogo
Cerro-URU 
Deportivo Santaní-PAR ou Argentinos Juniors-ARG

Pote 2 (possíveis adversários do Atlético - VEJA NA GALERIA A SEGUIR)

Tags: atleticomg interiormg futnacional seriea galo sulamericana