Atlético

ATLÉTICO

Time do Atlético valoriza defesa segura e ponto somado diante do Goiás no Brasileiro

Time jogou com força máxima para buscar três pontos, mas pouco criou

postado em 28/07/2019 21:59 / atualizado em 28/07/2019 22:10

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atlético)</i>
O Atlético foi a Goiânia com força máxima no intuito de derrotar o Goiás e compensar a perda de dois pontos no empate por 2 a 2 com o Fortaleza, em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Mas, neste domingo, o time criou pouco e ficou no 0 a 0. Com o resultado, o time chegou a 21 pontos e manteve a quarta posição. Se por um lado o elenco lamentou a falta do gol, por outro valorizou outra atuação segura da defesa. Pelo segundo jogo seguido, o Galo não foi vazado - na quarta-feira, havia vencido o Botafogo por 1 a 0, no Rio, pela Copa Sul-Americana.

“Nós viemos com propósito dos três pontos, até pelo último resultado em casa não ter sido tão bom. Mas a equipe do Goiás é difícil aqui em Goiânia. No Serra Dourada é muito difícil de jogar. Hoje o campo estava seco, dificultou um pouco o nosso estilo de jogo. Mas a gente vem conversando diariamente que, no Campeonato Brasileiro. se não der para ganhar, também não pode perder. Estar pontuando sempre é válido. Mas claro que a gente veio com o propósito da vitória, infelizmente não deu”, disse o meia-atacante Vinicius à Rádio Itatiaia.

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atlético)</i>

“Aqui sempre é muito complicado jogar, né? O clima é muito seco, o jogo às vezes fica sem intensidade, fica um pouco mais lento, porque o campo é um pouco mais fofo, tudo é mais difícil. Acredito que a equipe fez jogo seguro, deu poucas oportunidades ao adversário, criamos poucas situações, mas claras de gol, principalmente aquela com o Alerrandro (chute no travessão). Foi um ponto que somamos, levamos para casa, não era o que queríamos, mas tem que ser valorizado. Não foram esses dois pontos que perdemos e sim contra o Fortaleza, em casa, que vão fazer falta”, acrescentou o lateral-esquerdo Fábio Santos.

O volante Elias lembrou que o time pecou em detalhes e por isso não converteu no Serra Dourada. Mas, assim como Fábio Santos, ele exaltou o fato de o time ter sido seguro na defesa. “A meu ver, eles (Goiás) tiveram algumas chances, nós tivemos até mais chances claras de gol. É ter tranquilidade. Não tem muito o que falar. A equipe vem jogando bem. Temos que dar os méritos para a defesa, que não sofreu gol. É nesse caminho: não sofrer gol e acertar a pontaria no ataque para voltar a fazer os gols”.

O próximo compromisso do Atlético pelo Campeonato Brasileiro será o clássico com o Cruzeiro, no domingo, às 19h, no Independência, pela 13ª rodada. Antes, na quarta, o Galo receberá o Botafogo pela partida de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

No jogo de ida, no Rio, o Atlético derrotou o Botafogo por 1 a 0. No compromisso de quarta, basta um empate para avançar às quartas. O classificado enfrentará o La Equidad, da Colômbia.



Tags: atleticomg goiasgo botafogorj sulamericana seriea