Atlético

ATLÉTICO

Filme repetido: Atlético sofre com gols no fim e deixa resultados importantes pelo caminho

Vasco, Colón e Palmeiras marcaram nos instantes finais e frustaram o alvinegro

postado em 07/10/2019 06:00 / atualizado em 07/10/2019 08:27

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atlético)</i>

Contra o Palmeiras, o Atlético viveu um roteiro que tem sido tendência nas últimas partidas desta temporada. O Galo vencia o Verdão por 1 a 0 até os 37 minutos do segundo tempo, quando Dudu tabelou com Gustavo Scarpa e, cara a cara com Cleiton, empatou o placar. Os comandados de Rodrigo Santana, mais uma vez, deixaram um resultado importante se esvair por conta de um gol nos instantes finais. Situações semelhantes ocorreram na derrota por 2 a 1 para o Vasco e nos dois embates contra o Colón-ARG, pela Copa Sul-Americana.

Em São Paulo, o Atlético abriu o placar ainda no primeiro tempo, com Nathan, nos acréscimos. Na etapa inicial, foram seis finalizações certas do alvinegro, contra nenhuma do alviverde

No segundo tempo, porém, os comandados de Rodrigo Santana recuaram, dando espaço aos donos da casa. Os donos da casa acertaram sete chutes, enquanto o Galo criou apenas uma chance de perigo, com Ricardo Oliveira, em lance que contou com desvio da zaga rival.

O empate no fim da partida fez o Galo ser ultrapassado pelo Goiás na tabela. Com 31 pontos, o alvinegro ocupa a 11° posição da Série A do Campeonato Brasileiro.

O meia Otero foi enfático ao dizer que o Atlético havia deixado o triunfo "sair das mãos" da equipe.   

"A gente merecia ganhar. Eles atacaram, tiveram mais posse, mas é uma vitória que sai das nossas mãos. Agora é pensar no que vem", lamentou o venezuelano.  

Requintes de crueldade

Sair na frente, recuar e sofrer um castigo no fim. A trajetória do Atlético na fase semifinal da Copa Sul-Americana pode ser resumida assim.

Nos dois duelos contra o Colón, o Galo levou gols depois dos 35' do segundo tempo e acabou eliminado. Na partida de ida, fez 1 a 0 com Chará e, por meio de Morelo, levou o empate. Quando o jogo se encaminhava para terminar empatado, "Pulga" Rodríguez, aos 40 minutos, virou o marcador.

No jogo de volta, Di Santo, na etapa inicial, e Chará, no início do segundo tempo, abriram 2 a 0 para o Galo. A adoção de uma postura mais defensiva fez os argentinos crescerem no confronto. Faltando apenas sete minutos para o fim do tempo regulamentar, "Pulga" balançou as redes do Mineirão e forçou a disputa por pênaltis.

'Golpe' contra o Vasco

No último compromisso antes do Palmeiras, o enredo foi diferente, mas o desfecho, praticamente o mesmo. O Galo se mandou ao ataque em busca do gol da vitória e, nos acréscimos, o Vasco virou a partida. Marcos Júnior, aproveitando passe de Rossi, marcou.

Tags: atlético palmeirassp futnacional seriea interiorfut