Atlético

ATLÉTICO

Atlético volta a negociar com Villa, do Boca, acusado de agressão na Argentina

Galo fez contato com o clube argentino para a contratação do atacante colombiano

postado em 12/10/2020 13:03 / atualizado em 12/10/2020 13:39

(Foto: AFP)
Mesmo com rejeição de parte da torcida, o Atlético voltou a procurar o Boca Juniors em busca de contratar o atacante Sebastián Villa, acusado de agredir física e verbalmente a ex-namorada, Daniela Cortés.

Segundo apurou o Superesportes, o técnico Jorge Sampaoli quer o atacante por entender que ele pode ser uma opção pelo lado do campo. Hoje, o argentino aposta no jovem Savinho, de 16 anos, para exercer a função de ponta direita, já que Savarino está com a Seleção Venezuelana. Villa joga tanto aberto pela esquerda como na direita.

Villa já disse ao seu estafe que quer jogar no Atlético. Ele está afastado do elenco do Boca Juniors até que o caso de agressão seja resolvido na Justiça. Desta forma, a tendência é que ele seja negociado.

A reportagem procurou um dirigente do Atlético, que não negou a nova investida no atacante: "Nada de novo", disse. A janela de transferências internacionais do futebol brasileiro reabre nesta terça-feira. A diretoria do Galo pensa em pelo menos mais dois reforços.

Na Argentina, o jornalista Leandro Aguilera informou que o Atlético prepara uma oferta para o Boca Juniors. "Do entorno de Sebastián Villa confirmam uma oferta do Atlético Mineiro de 7,5 milhões de dólares (quase R$ 40 milhões) por 50% dos direitos econômicos do atleta. No Boca, por enquanto, essa proposta não chegou", disse.

Presidente descartou Villa


No dia 16 de setembro, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, descartou a contratação do atacante Sebastián Villa, do Boca Juniors. Pelo Twitter, o dirigente disse que comissão técnica e departamento de futebol têm independência para avaliar e indicar, mas a última palavra é dele.

"O Atlético do futuro precisa de pilares sólidos que estão além das quatro linhas. Comissão e departamento de futebol têm independência para avaliar e indicar, mas a palavra final é minha. Não vai vir também”.

Sette Câmara tomou a decisão de pôr fim ao interesse do Atlético por Villa em meio à onda de protestos de torcedores nas redes sociais logo após o clube admitir que havia avançado  nas conversas com o Boca. O jogador colombiano foi acusado de agredir física e verbalmente a ex-namorada, Daniela Cortés.

Perfis como o Galo Antifa, o Grupa Galo e a Torcida Resistência Alvinegra se manifestaram de maneira contrária à incorporação de Villa ao time.

Tags: galo villa mercado atleticomg mercadobola