Atlético

ATLÉTICO

Torcedores do Atlético homenageiam Maradona no Mineirão em jogo contra o Botafogo

Bandeira argentina foi colocada junto às faixas da torcida atleticana na arquibancada em alusão ao craque argentino, que morreu nesta quarta

postado em 25/11/2020 17:14 / atualizado em 25/11/2020 17:31

(Foto: Superesportes/EM/D. A. Press)

A torcida do Atlético preparou uma singela homenagem à Diego Armando Maradona no Mineirão. Os torcedores alvinegros colocaram uma bandeira da Argentina em meio às do Galo expostas nas arquibancadas do estádio, para a partida diante do Botafogo, às 21h30, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O craque argentino morreu nesta quarta feira vítima de uma parada cardiorrespiratória.
 
morte de Maradona foi antecipada pelo jornal ‘Clarín’ no início da tarde desta quarta-feira (25). Segundo o site, o astro da Copa do Mundo de 1989 estava em casa na cidade de Tigre, na Argentina, quando faleceu.
 
 
 
Dieguito, como era carinhosamente chamado pelos fãs, foi submetido a uma delicada cirurgia no cérebro no início deste mês e recebeu alta oito dias depois. No procedimento ele drenou uma pequena hemorragia no cérebro. 

Na ocasião, o médico Leopoldo Luque afirmou que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador, que fazia uso constante de cocaína. 

Relação com o Mineirão


O astro nunca teve a oportunidade de jogar em solo mineiro, mas já 'torceu como um louco' e foi ovacionado no Mineirão. Em 21 de junho de 2014, quando ainda estava melhor de saúde, Maradona esteve no Gigante da Pampulha, mas ficou menos de 24 horas em Belo Horizonte, porque estava hospedado no Rio de Janeiro, onde apresentava um programa para uma TV venezuelana. Ele veio para a capital mineira apenas para assistir ao duelo da Seleção Argentina com o Irã. A partida terminou com vitória alviceleste por 1 a 0, gol de Messi, pela fase de grupos do Mundial.
 
 
 
Recepcionado por representantes do governo mineiro, Maradona aproveitou a oportunidade para elogiar o carinho recebido em Belo Horizonte, e criticou o episódio ocorrido com ele no Maracanã. Na estreia dos hermanos na Copa de 2014, o ex-jogador foi barrado e não pôde circular por todos os setores do estádio, pois não tinha credenciamento para tanto.

Durante o jogo, o telão mostrava com frequência Maradona e sua filha, Gianina, nas cadeiras do estádio. A cada lance, Maradona sofria com o jogo duro. Era dia de um torcedor fanático pela sua seleção. O grito de alívio só saiu da boca do astro no acréscimos do jogo, quando Messi marcou um golaço de fora da área. 

Os argentinos ficaram ensandecidos. E o Mineirão virou uma cancha, com cânticos da seleção e saudações ao ídolo maior, Maradona, que estava lá, comemorando como um louco nos camarotes e sendo ovacionado por todos. 

Durante a passagem por BH, Maradona ainda recebeu uma camisa autografada de Ronaldinho Gaúcho, com quem tinha uma amizade muito forte. 
 
 

Tags: maradona luto atleticomg interiormg futinternacional futnacional seriea