Atlético

ATLÉTICO

Atlético vai mesclar base e profissionais descansados no início do Mineiro

Ideia é dar 'minutos' a atletas pouco utilizados ao longo da atual temporada e descansar os principais jogadores do elenco para as principais competições

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
As significativas modificações no calendário do futebol brasileiro, ocasionadas pela pandemia de COVID-19, fizeram o Atlético alterar o planejamento para a próxima temporada. Embasado pela análise dos fisiologistas, o clube decidiu que o time para o início do Campeonato Mineiro será formado por jovens das categorias de base e da equipe de transição, reforçado por alguns jogadores mais “descansados” do profissional.

O entendimento da diretoria e da comissão técnica é que não será saudável fisicamente para parte do elenco profissional ‘emendar’ uma temporada na outra. O Campeonato Brasileiro de 2020 termina em 24 de fevereiro. Apenas quatro dias depois, começa o Estadual de 2021.

Por isso, o clube resolveu dar dias de descanso a parte do elenco ao fim do Brasileirão. Os jogadores mais desgastados - aqueles que mais atuaram nos últimos meses - serão “destreinados” (durante a folga) para, depois de um tempo, retornarem à Cidade do Galo e realizarem uma “pré-temporada”. Entre aspas, porque a temporada já terá se iniciado oficialmente com a disputa do Mineiro.

“A ideia é dar um descanso prolongado para aqueles jogadores que tiverem uma maior minutagem no ano. Se nós não dermos essa parada, eles correm um risco muito grande. Para que tenhamos uma temporada sem maiores riscos, a gente tem que ‘destreinar’ esses atletas para depois colocar carga neles novamente. Esse negócio de emendar direto, a fisiologia comprova que não é a fórmula ideal”, confirmou o diretor de futebol Rodrigo Caetano, em entrevista ao Superesportes (ouça abaixo).


Atual campeão mineiro, o Atlético trata o Estadual como a menor das prioridades em 2021. O clube mira grandes conquistas na próxima temporada e, por isso, focará na Copa do Brasil, no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores, competição para a qual já assegurou a vaga.


Quem joga o Mineiro?


A estreia do Atlético no Mineiro está marcada para 28 de fevereiro, contra a URT, em Belo Horizonte. Já a partir desse jogo, o técnico Jorge Sampaoli deve utilizar uma escalação mesclada entre os garotos da base e atletas pouco utilizados do elenco principal.

“O pessoal, seja do sub-20, que estourou idade, ou transição, é dali que a gente vai começar no campeonato estadual, mas também com jogadores do elenco profissional que não tiveram minutagem elevada. Talvez seja no Estadual que eles vão ter a condição de ter uma regularidade maior”, frisou Caetano.

O dirigente foi questionado sobre quais atletas do elenco principal não teriam descanso e integrariam o time das rodadas iniciais do Campeonato Mineiro, mas preferiu não revelar. “Temos nossas informações, mas não é o momento de definirmos isso. Estamos em uma reta final e em uma disputa pelo título. Isso faz parte do nosso planejamento silencioso, ele é interno”, pontuou.

Apesar do mistério, é possível listar alguns atletas do atual elenco que não têm sido utilizados com frequência e possuem contrato até o Mineiro: o goleiro Rafael, o lateral-direito Mariano, o zagueiro Bueno, os meio-campistas Calebe e Dylan Borrero, além do atacante Sávio. Jogadores que estão emprestados a outros clubes também podem ganhar espaço, assim como os recém-contratados Hulk e Dodô.

Tags: galo interiormg futnacional ateticomg rodrigo caetano seriea