Atlético

ATLÉTICO

Dodô fala em gratidão eterna ao Atlético após voltar a jogar em bom nível

Lateral-esquerdo vem suprindo bem as eventuais ausências de Arana

postado em 10/06/2021 22:50 / atualizado em 10/06/2021 23:22

(Foto: Juarez Rodrigues/EM D.A Press)
O lateral-esquerdo Dodô correspondeu à confiança do técnico Cuca e fez boa apresentação na vitória do Atlético sobre o Remo por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Mineirão, pela terceira fase da Copa do Brasil. O time alvinegro avançou com tranquilidade às oitavas de final, já que havia levado a melhor no duelo de ida (2 a 0), no estádio Baenão, em Belém.


Dodô ganhou sequência na equipe em razão da ausência de Guilherme Arana, que representou a Seleção Brasileira Olímpica nos amistosos contra o time principal de Cabo Verde, em 5 de junho (derrota por 2 a 1), e o sub-21 da Sérvia, no dia 8 (vitória por 3 a 0, com um gol e uma assistência do lateral atleticano).

Em entrevista ao SporTV, Dodô celebrou as oportunidades e falou em “gratidão eterna” ao clube alvinegro e sua torcida, visto que passou todo o ano de 2020 sem treinar e jogar por causa de uma batalha judicial contra o Cruzeiro.

“O ano que vivi foi muito difícil, né?! Passei um ano sem poder jogar e sem poder treinar em nenhum clube. O Atlético foi o clube que abriu as portas para mim. Quero agradecer muito ao Rodrigo Caetano (diretor de futebol). Tenho uma gratidão eterna ao Atlético e também à torcida, que me recebeu bem desde o início. Mesmo estando parado há um ano, eles estavam ao meu lado. Hoje estou colhendo frutos de coisas que plantei lá atrás”.

O confronto com o Remo foi o 16ª de Dodô pelo Galo em 2021. De acordo com o SofaScore, o camisa 6 obteve 90,9% de acerto nos passes (40 de 44) e 100% de eficácia nos cruzamentos (2 em 2). Defensivamente, contabilizou um corte e dois desarmes. Ele recebeu nota 7 baseada nos critérios do aplicativo.

Quanto ao imbróglio com o Cruzeiro, o lateral chegou a um acordo em dezembro de 2020 para receber R$15 milhões parcelados em 60 vezes de R$250 mil a partir de janeiro de 2022. O litígio se deu pelo fato de a atual diretoria celeste pedir nulidade de cláusulas contratuais fechadas com o atleta na gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá e do ex-vice de futebol Itair Machado, em 2019. As cifras originais superariam os R$33 milhões.

O Atlético volta a campo no domingo, às 16h, contra o São Paulo, no Mineirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. A tendência é que Cuca escale Guilherme Arana, com grande virtude no apoio e nas finalizações - já marcou nove gols em 52 jogos pelo clube. Todavia, Dodô já provou estar à altura de uma vaga entre os onze iniciais, ainda que tenha um estilo de jogo mais “conservador” em comparação ao habitual titular.

Tags: Atlético lateral-esquerdo copadobrasil interiormg futnacional seriea Dodô