Atlético

ATLÉTICO

Gabriel vibra com sequência no Atlético: 'Esperei por este momento'

Zagueiro teve chances de sair no início da temporada, mas resolveu ficar no clube

postado em 23/06/2021 11:01 / atualizado em 23/06/2021 14:39

(Foto: Pedro Souza / Atlético)

Mesmo com sondagens para deixar o Atlético no início do ano, o zagueiro Gabriel ficou com a esperança de receber mais oportunidades. Agora, com os desfalques de Junior Alonso e Igor Rabello, o atleta de Pedro Leopoldo tem se firmado na defesa alvinegra.

"Muito feliz por esta sequência pelo tanto que trabalhei para isso, pelo tanto que esperei por este momento. Fico feliz com a sequência, com o Junior Alonso na Seleção. Infelizmente, o Igor Rabello está cumprindo período de isolamento. A gente torce para que o Junior vá bem na Copa América e que o Rabello volte logo", disse.

Gabriel foi titular e jogou os 90 minutos das últimas partidas do Galo: vitória sobre o Internacional, por 1 a 0, no Beira-Rio, e empate com a Chapecoense, por 1 a 1, no Mineirão.  

"Fico feliz de poder ajudar, dando a sequência no trabalho bem feito que eles estavam fazendo aqui. Como sempre falo, estou para ajudar em tudo que precisar", frisou o zagueiro.

"Sei o momento de esperar, de respeitar os companheiros que estão vivendo grande fase, como o Junior Alonso, Rabello e Réver. Eu continuo trabalhando mesmo se ficar na reserva, trabalho para quando a oportunidade aparecer dar conta do recado. Eu fiquei com a cabeça tranquila, sei que todos confiam em mim. Continuei trabalhando para aproveitar as oportunidades", acrescentou.

Defesa forte


O Atlético tem uma das melhores defesas do Campeonato Brasileiro, com três gols sofridos em cinco jogos. Gabriel destacou que os campeões do Brasileirão são quase sempre times que levam poucos gols.

"O Cuca passou para a gente que em média de 80%, 90% das equipes que são campeãs brasileiras têm a melhor defesa. Ele já procurou nos ajudar nisso, já falei em outras entrevistas que não é somente o sistema defensivo. A marcação começa lá no Hulk e isso facilita muito para quem está atrás. O mérito defensivo é de todo grupo que se esforça na marcação".

Vacilos


Nos jogos contra Chapecoense e Internacional, o Atlético deu muitas chances ao adversário. Gabriel explicou o motivo de a Chape ter tido tantas oportunidades de marcar no Mineirão.

"Neste último jogo, a gente ficou bastante espaçado, não havia compactação entre ataque e defesa. Creio que com isso eles nos surpreenderam com bastante contra-ataques. Eles deixaram dois centroavantes, com Anselmo Ramon e Fernandinho, que é bastante rápido. Não conseguimos controlar isso no início da partida. Mas o Cuca mudou o esquema e deu mais segurança à equipe".