Atlético

ATLÉTICO

No Atlético, Diego Costa vai para 13ª estreia da carreira; relembre

Atacante de 32 anos acumula gols, assistências e cartões amarelos nesse tipo de jogo; neste domingo, deve atuar contra o Red Bull Bragantino

postado em 28/08/2021 04:00 / atualizado em 27/08/2021 19:58

(Foto: AFP)
A espera para ver Diego Costa em ação com a camisa do Atlético deve mesmo ser menor do que a projetada inicialmente. Sem jogar desde dezembro de 2020, o centroavante de 32 anos avançou rapidamente no processo de recondicionamento físico e se integrou ao elenco alvinegro nessa sexta-feira, em Atibaia, onde o grupo se prepara para o jogo de domingo, às 20h30, com o Red Bull Bragantino. E a expectativa é que o novo camisa 19 do clube ganhe minutos na partida no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Goleador por onde passou, o espanhol vai para a 13ª estreia (ou reestreia) da carreira (veja todas na galeria abaixo). Nas 12 anteriores, venceu sete, empatou duas e perdeu três. Fez quatro gols, distribuiu duas assistências e recebeu quatro cartões amarelos, segundo dados compilados pelo Superesportes com base nos sites Transfermarkt e OGol.

A galeria não aparece ou não funciona para você? Clique aqui para acessá-la!

O primeiro registro de uma atuação de Diego Costa no futebol profissional foi em 27 de agosto de 2006, quando tinha 17 anos. Na ocasião, o centroavante foi titular do Penafiel no empate sem gols com o Trofense, fora de casa, pela Segunda Divisão do Campeonato Português.

Depois, passou por Braga e Celta de Vigo também sem grande sucesso na estreia. O primeiro debute com gol foi pelo Albacete, em 2008. Na ocasião, marcou na vitória por 2 a 1 sobre o Sevilla, pela Segunda Divisão da Espanha. Foi no país ibérico que Diego Costa atingiu o ápice da vitoriosa carreira, com muitos gols e destaque internacional - que o levaram às Copas do Mundo de 2014 e 2018.

A principal camisa da trajetória do atacante é a do Atlético de Madrid. Foram idas e vindas para a capital espanhola, com uma estreia e duas reestreias pelo clube colchonero. Venceu todas por 4 a 0 (contra Sporting Gijón, Athletic Bilbao e Lleida Esportiu), fez um gol e deu duas assistências.

A primeira vez no futebol inglês também foi positiva. Diego Costa marcou um gol na vitória do Chelsea por 3 a 1 sobre o Burnley, fora de casa, pela Premier League. Foi o início de uma passagem marcante de mais de três anos nos Blues antes de retornar ao Atleti.

Seleções


Diego Costa tem uma trajetória atípica de convocações. Em 2013, o sergipano recebeu o primeiro chamado do Brasil, comandado à época por Luiz Felipe Scolari. Foi reserva e jogou apenas 33 minutos em dois amistosos, sem marcar gols ou distribuir assistências. A estreia foi no empate por 2 a 2 com a Itália.

Diante das poucas oportunidades no selecionado do país-natal, optou por defender a Espanha - onde efetivamente despontou como estrela do futebol mundial. Foi convocado por Vicente Del Bosque ainda em 2013, poucos meses depois de defender o Brasil, mas acabou cortado em função de uma lesão na coxa.

A estreia ficou para 2014, às vésperas da Copa do Mundo. E Diego chegou com moral: foi titular e ficou em campo os 90 minutos da vitória espanhola por 1 a 0 em amistoso contra a Itália, mesma adversária do atacante no primeiro jogo com a camisa da Seleção Brasileira menos de um ano antes.

Pela Fúria, Diego Costa disputou as Copas de 2014 e 2018. Depois, parou de ser convocado e defendeu exclusivamente o Atlético de Madrid. Neste domingo, deverá atuar pela primeira vez um outro Atlético.

Tags: galo atleticomg interiormg futinternacional diego costa seriea