Atlético
1

ATLÉTICO

Antes de viagem, presidente do Atlético diz: 'Não estamos indo para festa'

Atlético precisa da vitória contra o Bahia para conquistar o bicampeonato brasileiro

postado em 01/12/2021 14:31 / atualizado em 01/12/2021 15:13

(Foto: Bruno Sousa / Atlético)
Ansiedade, jornada difícil, batalha... é com esse espírito que o Atlético embarcou para Salvador, onde enfrentará o Bahia, nesta quinta-feira, às 18h, na Arena Fonte Nova, em jogo remarcado da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o Galo, uma vitória basta para conquistar o bicampeonato. Mas se engana quem pensa que o clima no Alvinegro é de festa.


De acordo com o presidente Sérgio Coelho, o Atlético não está indo para a festa em Salvador. O mandatário do Galo espera uma partida complicada, principalmente porque o adversário vive situação delicada na classificação - está na zona de rebaixamento, com 40 pontos, dois a menos do que o Athletico-PR.

"Estamos indo para uma jornada difícil. Jogar contra o Bahia em Salvador, na Fonte Nova, um campo cheio, não é fácil. A gente sabe das dificuldades. Não estamos indo para a festa. Estamos indo para uma batalha difícil. Estamos trabalhando, principalmente o Cuca, a parte psicológica. A ansiedade existe em todos. O Bahia também está muito preocupado, não estão entrando em campo com muita tranquilidade. Cada um tem suas dificuldades", disse.

O Atlético poderia viajar para Salvador com o título garantido. Mas, com a vitória do Flamengo sobre o Ceará por 2 a 1, a conquista foi adiada. O torcedor alvinegro chegou a ter alguns minutos de comemoração, quando o Vozão empatou o jogo. No entanto, a equipe cearense não conseguiu segurar a igualdade.

Sérgio Coelho disse que acompanhou o jogo e teve esperanças após o empate. "Eu assisti ao jogo com tranquilidade o jogo. Tive esperanças, principalmente quando empatou. Mas, infelizmente, o Flamengo fez o segundo gol. A gente que está no futebol tem que estar preparado para momentos assim".



Atlético campeão?


Questionado se acredita na conquista do título já em Salvador, Sérgio Coelho se esquivou. O presidente do Galo disse, no entanto, que se o Galo repetir as últimas exibições, vai, enfim, soltar o grito de campeão da garganta.

"Depende de algumas variáveis, é um pouco complicado, não dá para fazer uma projeção muito assertiva. O que esperamos é que o Atlético atue como está atuando, tanto em casa como fora. Se atuar dessa maneira, nossas chances são grandes. Mas, só no decorrer da partida, a gente vê o que está acontecendo. Vamos fazer nossa parte, no sentido de tranquilizar os jogadores, de deixa-los bem à vontade para entrar em campo só pensando no jogo. O Cuca, certamente, vai conversar, estudar bem o adversário para passar táticas que a partida merece". 

Para ser campeão sem depender de mais ninguém, o time comandado pelo técnico Cuca precisa da vitória. Qualquer outro resultado adiará, mais uma vez, a festa da Massa.


Tags: galo atlético interiormg seriea bahiaba