Atlético
1

ATLÉTICO

Torcida do Atlético toma todos os caminhos para o Mineirão

Da Savassi, à Praça da Liberdade e até o Mineirão a comemoração pelo bicampeonato do Atlético contagia a capital mineira neste domingo

postado em 05/12/2021 14:02 / atualizado em 05/12/2021 14:21

(Foto:  Gladyston Rodrigues)
Nem o vento soprando contra as camisas do Atlético dependuradas nas praças e cruzamentos de Belo Horizonte para serem vendidas por ambulantes estraga mais o alto astral da torcida para o jogo de hoje (05/12), 16h, contra o Bragantino, no Mineirão, o reencontro com o time após o título de bicampeão brasileiro.



Todas as vias da capital mineira convergem para o estádio e o reencontro da torcida com o time depois de uma temporada vitoriosa. Uma festa mineira, já que o entorno do Mineirão recebe ônibus e carros com as placas das mais diversas cidades do interior de Minas Gerais.

Nas ruas do entorno do Mineirão a comemoração é em alto volume, intercalando explosões de foguetes e as canções da torcida. Os bares e ambulantes refrescam a temperatura e o sol forte com refrigerantes e cervejas. Espetinhos mal saem da brasa das churrasqueiras e tabuleiros de farofa para matar a fome do torcedor contagiado.

Até a troca da guarda da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) no Palácio da Liberdade foi imbuída da inspiração alvinegra e a banda da corporação executou nesta manhã o hino do clube Atlético Mineiro durante o procedimento.

Máscaras e tinta verde também se destacaram na comemoração alvinegra, em homenagem a Hulk, o artilheiro do brasileiro e um dos mais celebrados pela torcida. O empresário Mateus Baranavisk, de 35 anos, se pintou de Hulk e foi ao Mineirão para prestar essa homenagem, carregada de significados para ele. "Nada melhor do que exaltar o nosso herói neste ano, o cara que uniu o grupo, chamou a responsabilidade para ele. Voltou para o Brasil para fazer história. É um histórico que pode ainda melhorar com a Copa do Brasil, mas o grande sonho meu e do meu pai, que faleceu em 2009, era o título do Campeonato Brasileiro. Estou vivendo isso por ele, por nós e por muitos outros que não puderam", disse.

As cores que homenageiam o Atlético neste domingo foram muitas. Na Praça da Savassi, as atleticanas Paula Bittencourt, de 38 anos e a filha, Laura, de 6, usaram a camisa cor de rosa e a tradicional para expressar toda a felicidade com a conquista do campeonato mais importante do país. "É uma alegria sem igual e um momento de comemorar com a família, nada melhor do que isso", disse Paula.

(Foto:  Gladyston Rodrigues)
Os mascotes também entraram no clima, com muita gente aproveitando o passeio matinal com os cães para estampar a alegria do título conquistado com as camisas preto e brancas. "A nossa alegria é total e para comemorar a gente aproveita até o passeio com os cães", disse o administrador Júlio Mansur, de 36 anos. "O dia está muito bom, com o Galo campeão, nós comemoramos na quinta e fizemos questão de sair para a Savassi para curtir o dia com os cães. Tiramos esse dia para aproveitar até a hora do jogo", disse. A mulher dele, Alessandra Mansur, também não conseguia esconder a felicidade. "Só vai parar quando o jogo terminar. Aí vamos comemorar mais ainda", disse.

Tags: bicampeao atleticomg futnacional seriea ogaloganhou