UAI

2

Turco completa 40 jogos no Atlético e, aos poucos, reconquista confiança

Treinador argentino viveu semanas de intensa pressão por maus desempenhos e resultados da equipe, mas recupera prestígio gradativamente no Galo

04/07/2022 04:00
compartilhe
Turco atingiu marca importante no Atlético e vem recuperando a confiança em seu trabalho, especialmente por parte dos torcedores
foto: Pedro Souza/Atlético

Turco atingiu marca importante no Atlético e vem recuperando a confiança em seu trabalho, especialmente por parte dos torcedores


Diante do Juventude, no último sábado (2), o técnico "El Turco" Mohamed atingiu a marca de 40 jogos sob o comando do Atlético. Aos poucos, o treinador argentino reconquista a confiança da torcida e dos dirigentes do Galo após semanas de muita pressão e críticas ao seu trabalho.


Em janeiro, Turco rapidamente caiu nas graças dos atleticanos após o anúncio oficial de sua contratação. De perfil tranquilo e carismático, o técnico demonstrava interesse em criar identificação com o clube desde os primeiros dias.

Para muitos, a melhor ferramenta para criação de identificação no futebol é por meio da conquista de títulos. E assim, Mohamed o fez: logo nos primeiros meses de Atlético, levantou as taças da Supercopa do Brasil e do Campeonato Mineiro.

Em meados de abril, no entanto, as oscilações (de desempenho e resultados) começaram a aparecer e as críticas ficaram mais evidentes. Nas redes sociais, muitos torcedores apontavam uma queda de produtividade em relação ao time multicampeão em 2021, com Cuca.

Apesar disso, o trabalho seguiu com classificação na liderança do Grupo D da Copa Libertadores da América e avanço na terceira fase da Copa do Brasil, diante do Brasiliense. O momento mais desafiador para Turco ainda estava por vir.
 

Pavón em ação! Veja fotos do 1º treino do atacante pelo Atlético

 

Sequência negativa e demissão "por um fio"


Atlético passou os quatro primeiros jogos do mês de junho sem vitórias. No período, empatou com Palmeiras (0 a 0), Santos (1 a 1) e Ceará (0 a 0), além de ter sofrido uma derrota vexatória diante do Fluminense (5 a 3) - todos os compromissos pelo Campeonato Brasileiro.

Diante dos resultados, a torcida do Galo demonstrava enorme descontentamento com o trabalho do argentino. Os problemas defensivos eram o principal motivo de críticas, já que o time criava muitas oportunidades de gol, mas desperdiçava a maioria.

No dia 19 de junho, Turco chegou para o duelo contra o Flamengo, pela Série A, com o cargo "por um fio". Nos bastidores do Atlético, a demissão era tratada como iminente e bastava um tropeço diante do rival carioca para que isso se concretizasse.

Recuperação com boas atuações


O time, no entanto, deu uma resposta positiva. Com atuação convincente, o Galo bateu o Flamengo por 2 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte, e aliviou a pressão. Depois, vieram novas vitórias: novamente sobre o Flamengo (2 a 1), pela Copa do Brasil, e sobre o Fortaleza, de virada (3 a 2), pelo Campeonato Brasileiro.

Na Copa Libertadores, o Atlético esteve muito próximo de voltar do Equador com um ótimo resultado. No entanto, Hulk desperdiçou um pênalti no fim do duelo contra o Emelec, e a partida acabou empatada em 1 a 1.

A desgastante viagem ao Equador não impediu o time mineiro de somar mais três pontos no Brasileiro, poucos dias depois. Com equipe mista, o Galo venceu o Juventude por 2 a 1 no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, e subiu para a 3ª colocação na tabela, com 27 pontos - dois a menos que o líder Palmeiras.

 

 


As atuações e os resultados recentes trouxeram mais estabilidade para Turco após dias desafiadores no comando do Galo. Com 40 jogos completos, o argentino tem 25 vitórias, 11 empates e apenas quatro derrotas no retrospecto - números que lhe conferem um aproveitamento de 71,6% à frente do Alvinegro.

A torcida do Atlético, é claro, espera que os bons números se convertam em novos títulos ainda na atual temporada. O Galo segue forte em todas as competições que disputa e dispõe de um dos elencos mais valiosos do futebol brasileiro.

Compartilhe