UAI

2

Maracanã provoca antes de Flamengo x Atlético: 'Calor do inferno por aqui'

Perfil oficial do estádio no Twitter fez referência à declaração de Gabigol, que gerou grande polêmica após o duelo de ida contra o Atlético na Copa do Brasil

11/07/2022 14:20 / atualizado em 11/07/2022 19:16
compartilhe
Perfil oficial do Maracanã provocou o Atlético ao citar
foto: Divulgação/Twitter/Maracanã

Perfil oficial do Maracanã provocou o Atlético ao citar "inferno" de Gabigol


Na manhã desta segunda-feira (11), o Maracanã "esquentou" o duelo entre Flamengo e Atlético, a ser realizado às 21h30 desta quarta-feira (13), em jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Com referência à frase do atacante Gabigol, do Rubro-Negro, que virou polêmica, o perfil oficial do estádio no Twitter brincou: "Rio de Janeiro! Calor do inferno por aqui".

Duelos entre mineiros e cariocas na Copa do Brasil


 
 

A postagem faz referência a uma declaração de Gabigol que causou enorme repercussão após o jogo de ida das oitavas. No Mineirão, em Belo Horizonte, após a vitória atleticana por 2 a 1, o camisa 9 do Flamengo disparou em entrevista: "Lá eles vão ver o que é pressão e o que é inferno".

A frase fez o Atlético ir ao STJD para apresentar uma "Notícia de Infração". Ronaldo Piacente, procurador-geral do Tribunal, intimou o clube carioca e o atleta a se manifestarem. O Flamengo argumentou que o teor da entrevista se referia ao "jogo em campo", e não à incitação de violência.

Além do STJD, o Galo também fez um alerta de segurança aos órgãos públicos do Rio de Janeiro e à CBF. O clube mineiro teme "clima hostil" em sua viagem para a capital carioca, em virtude da decisão que ocorrerá nesta semana.
 

Os 10 confrontos históricos entre Atlético e Flamengo

 

Provocação de dirigente do Flamengo


Diante dos fatos, o jornalista André Rizek, do SporTV, fez duras críticas ao Atlético. O apresentador avaliou a medida alvinegra como "desperdício de tempo".

"Inacreditável isso aqui. Alguém realmente acha que o Gabigol estava falando de violência? Pelo amor... O que se espera de quem joga em casa é, basicamente, tornar a vida do adversário um 'inferno'. Isso aqui chama-se desperdício de tempo - a coisa mais preciosa que existe", postou Rizek no Twitter.

Em seguida, Rodrigo Dunshee, vice do Flamengo, corroborou com as críticas. O dirigente, que tem grande histórico de provocações ao Galo, categorizou a preocupação atleticana como "comédia galinácea".

"O advogado que atuou nesse caso, que vou preservar o nome porque não sei se ele autorizaria, não sabia se ria ou se defendia. Tal a comédia galinácea. Eu como procurador geral do CRF, por mais que ache graça, tenho o dever de pedir paz e que sejam bem recebidos. Será uma festa bonita", projetou.

"Aliás, a notícia de infração foi arquivada por falta de tipicidade. Mais ou menos por falta de técnica jurídica da acusação", completou.

Compartilhe